PUBLICIDADE
Topo

Repórter da CNN assaltada ao vivo trocou chefia na Record por sonho

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

27/06/2020 17h05Atualizada em 27/06/2020 22h51

A repórter Bruna Macedo foi surpreendia hoje pela manhã ao ser assaltada durante uma entrada ao vivo na CNN Brasil, enquanto informava sobre a forte chuva na região da Ponte das Bandeiras, na zona norte de São Paulo.

Bruna entrou na CNN em outubro de 2019, durante processo de estruturação do canal que foi lançado neste ano.

Ela trabalha no canal como vídeorrepórter, sendo, portanto, responsável pelas transmissões ao vivo com um aparelho de celular e sem contar com uma equipe de segurança quando está nas ruas.

A estreia na CNN Brasil

A Brasilândia chegou na Paulista

Uma publicação compartilhada por Bruna Macedo (@_macedobruna) em

Bruna durante reportagem para o canal de notícias

O desafio de lidar com as emoções das crianças em tempos de isolamento social

Uma publicação compartilhada por Bruna Macedo (@_macedobruna) em

Antes de ser contratada pela CNN, ela trabalhava como repórter na RecordTV. A jornalista foi contratada pela emissora entre 2011 e 2019, sendo que por sete anos tinha a função de chefe de reportagem.

A reportagem do UOL apurou que Bruna sempre teve vontade de estar nas ruas como repórter e pediu à direção da Record uma oportunidade. Ela fez teste, foi aprovada para a nova função e deixou o cargo de chefe de reportagem.

A emissora a enviou para Sorocaba, no interior de São Paulo, para que ela ganhasse experiência. Bruna realizava reportagens para todos os telejornais da emissora, sendo um dos principais o "Balanço Geral".

A estreia como repórter na Record

As estreias da vida são sempre interessantíssimas...

Uma publicação compartilhada por Bruna Macedo (@_macedobruna) em

Bruna Macedo cobre prisão de empresário preso por suspeita de armazenar pornografia infantil

A repórter também adora cachorros e tem dois cãezinhos

Depois de tocar o terror

Uma publicação compartilhada por Bruna Macedo (@_macedobruna) em

Televisão