PUBLICIDADE
Topo

Televisão

'Se Sobreviver, Case': novo reality testará casais nus e no meio da mata

Os quatro casais do reality "Se Sobreviver, Case" - Divulgação Multishow
Os quatro casais do reality "Se Sobreviver, Case" Imagem: Divulgação Multishow

Daniel Palomares

Do UOL, em São Paulo

27/07/2020 04h00

Casar é uma importante decisão para um casal. Muita coisa em jogo: convivência, intimidade, cumplicidade. Que tal, então, colocar o relacionamento à prova da maneira mais radical possível? Essa é a proposta do novo reality do Multishow, "Se Sobreviver, Case" que estreia hoje, às 22h30.

Quatro casais, formados por pessoas comuns, sem nenhum tipo de treinamento e em diferentes estágios de relacionamento, precisam se despir de suas roupas e acampar no meio da mata atlântica, com apenas uma caixa de itens básicos para sobrevivência. A qualquer momento, eles podem receber a missão de se separar do parceiro e trocar de acampamento com os vizinhos, intensificando os conflitos de convivência.

Eles não concorrem a prêmio nenhum. A ideia é só descobrir se eles estão prontos realmente para casar. O UOL conversou com os quatro casais (ou será ex-casais?) para descobrir se a experiência deu aquele gás necessário para marcar a cerimônia!

Sayuri e Wender: convivência complicada

SAY - Divulgação Multishow - Divulgação Multishow
Imagem: Divulgação Multishow

Os hipnoterapeutas Sayuri e Wender viviam um namoro à distância há 1 ano e 8 meses quando embarcaram no reality. Adeptos da filosofia do amor livre, eles não tiveram grandes dificuldades em interagir com os outros casais e se aproveitaram de sua profissão para manterem o equilíbrio na floresta.

Desde criança, ficava sonhando em um dia poder participar de um reality que eu pudesse testar os limites da minha mente e corpo com muita adrenalina. O universo atendeu meu desejo, só não tinha pedido para ser um desafio sem roupa!

Com ela vivendo em São Paulo e ele em Minas Gerais, o reality acabou servindo quase como uma lua-de-mel antes mesmo do casamento. "Vi a possibilidade de passarmos tempo juntos sem a correria do trabalho", opina Wender. Mas a convivência intensa acabou se provando mais complicada do que o esperado, como comprova Sayuri.

Diria até que foi mais difícil conviver a dois na selva do que ficar pelada sem recursos para sobreviver! Ficar sem comida, água, uma boa noite de sono te deixa muito fora do eixo, completamente irritada e por ter mais intimidade na relação, acabávamos descontando um no outro.

Stefano e Vitória: fora dos padrões

STE - Divulgação Multishow - Divulgação Multishow
Imagem: Divulgação Multishow

A carioca e o paulistano viviam um romance à distância antes de embarcar no desafio. Detalhe: os dois tinham um relacionamento aberto. Mas será que o status de liberdade diminuiu as cobranças e os ciúmes? Stefano acredita que sim.

Sem dúvidas, nossa experiência de relacionamento nos treinou para aquela situação. Já sabemos lidar com a nossa liberdade e a responsabilidade que ela traz. Muitos julgam precipitadamente relações que não se enquadram nos padrões ideais que a maioria tenta se encaixar.

Vitória acredita que o reality permitiu que os dois se conhecessem de uma maneira mais íntima, até nos momentos mais complicados: sem roupa, passando frio e fome. Mas ela não nega que pensou em desistir.

Como não pensar? Em situações de estresse extremo, pelo frio, pela fome, misturados a tempestade... Nossa, não há como não cogitar sair.

Layra e Viviana, as naturebas

LES - Divulgação Multishow - Divulgação Multishow
Imagem: Divulgação Multishow

Único casal LGBT do programa, a enfermeira Viviana e a técnica em enfermagem Layra, na época juntas há quase 3 anos, já estavam acostumadas com a vida ao ar livre.

Gostamos muito do natural, das paisagens, da luz do sol, da chuva... Somos bem 'naturebinhas' e sem tabu, então por isso topamos!

Mesmo com a rotina atribulada no hospital, especialmente agora durante a pandemia, Layra não tem dúvidas que a experiência do reality foi muito mais complicada e atribulada. Mas ela comemora o carinho que sempre recebeu da família no relacionamento.

A Viviana é reservada, mas eu sou uma pessoa bem mente aberta, tranquila e sem tabus. A minha família é dez: me acolhem, me respeitam e me amam. Tenho total apoio em cada loucura que desejo aprontar

Paula e Renato: tempo não diz nada

PAL - Divulgação Multishow - Divulgação Multishow
Imagem: Divulgação Multishow

Na época do programa, Paula e Renato estavam juntos há apenas oito meses. Mas os dois paulistanos não acham que o pouco tempo de convivência seja receita para o desastre.

Mesmo com pouco tempo de namoro, já estávamos em uma relação bem intensa quando entramos no programa. Depois descobrimos que independente dos acontecimentos, sempre seremos amigos.

Paula revela que sempre sonhou em se casar, mas não imaginava que o desafio do reality exigiria tanto dos dois.

Estar sem roupa ali era o menor dos problemas, havia tantas coisas para se preocupar para sobreviver e se relacionar... Foi mais desafiador que complicado. Acredito que o mais importante foi aprender a identificar nosso efeito gangorra. Enquanto um estava mal, o outro estava bem. Lidar com isso não é fácil.

Televisão