PUBLICIDADE
Topo

Porchat dá spoiler da nova temporada de seu programa: 'Grazi teve lombriga'

Grazi Massafera é uma das convidadas da nova temporada do "Que História É Essa, Porchat?" - Juliana Coutinho e Reprodução/Instagram
Grazi Massafera é uma das convidadas da nova temporada do 'Que História É Essa, Porchat?' Imagem: Juliana Coutinho e Reprodução/Instagram

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

30/07/2020 04h00

Fábio Porchat está animado com a nova temporada do seu programa do GNT, que estreia dia 4 de agosto às 22h30.

Com todas as medidas de segurança, o apresentador comanda sozinho do palco o "Que História É Essa, Porchat?". Ele receberá convidados e plateia por meio de telões que compõem o cenário do estúdio.

O humorista já gravou com vários famosos, entre eles, Sandra Annenberg, Leandro Hassum e Nelson Motta. E deu alguns spoilers das histórias que ele acredita que têm mais chances de bombar e até viralizar nas redes. Ao todo, serão 17 programas nesta temporada.

"Tem histórias muito boas, de que gostei bastante. Acho que a da Grazi [Massafera] falando que teve lombriga vai ser bastante curiosa."

Outra aposta que deve mexer com o público é a história de Antonio Fagundes. "É muito emocionante, ele fala de teatro", destaca Porchat.

E, como já aconteceu nos programas anteriores, a plateia contará seus causos divertidos também.

"Tem a moça que mandou nudes para o marceneiro sem querer. Teve a menina que chegou bêbada em casa, foi na geladeira tomar água e, quando acordou, descobriu que não era a geladeira, era o armário do banheiro e ela estava tomando Pinho Sol. Acho essa bastante significativa. Teve o rapaz, motorista de aplicativo, que descobriu quem era o pai de uma passageira que ela nunca havia conhecido."

Cuidados contra coronavírus na Globo

Porchat grava sozinho o programa nos estúdios Globo, no Rio de Janeiro, e explica que tem contato direto apenas com uma produtora. A comunicação com a direção, inclusive por ponto eletrônico, também acontece de maneira remota.

A Globo está colocando em prática todas os protocolos de segurança exigidos pelos órgãos de saúde, para evitar o contágio do coronavírus. O apresentador conta que aguarda o início da gravação em seu camarim e só entra no estúdio depois que ele é totalmente higienizado.

Acho que, sem vacina, retomar as gravações com a plateia vai ser muito difícil. A gente preferiu fazer tudo remotamente, até com os convidados.

Automaquiagem

Diferentemente de como acontecia antes da pandemia, agora é o próprio apresentador que se maquia e se arruma antes de iniciar as gravações.

"Fiz a prova do meu figurino em casa. Tudo foi higienizado, e as roupas ficam num saco plástico no camarim para eu me vestir. Quanto à maquiagem, fiz um tutorial com o Leo, que me maquiava, e faço em casa. Já chego maquiado na Globo e sempre de máscara."

Toda a parte dos bastidores que tinha convidados, produção e maquiagem foi esvaziada, e a equipe reduzida.

"Atrás das câmeras tem muito menos gente do que tinha antes, e todos ficam vestidos de 'cientistas', com máscara, touca, luvas. Eu fiz o teste antes de começar a gravar, e, no mês seguinte, fiz novamente. Para entrar na Rede Globo você mede a temperatura, coloca sapatilha."

Os convidados também receberam kits com tripé, iluminação e celular, devidamente higienizados, para participar do programa e evitar problemas de falha de conexão.

"No programa-teste, percebemos que não daria para usar imagens do computador das pessoas. Então, os convidados recebem os equipamentos justamente para não ter nenhum problema de travar. Se a história estiver picotada, travada, o programa naufraga."

Televisão