PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Melhor emprego do mundo? Didi revela 'lado b' ao viajar com 'Lugar Incomum'

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

03/08/2020 12h00

Didi Wagner volta hoje (3) com episódios inéditos do "Lugar Incomum", seu programa no Multishow que teve a estreia da nova temporada adiada por conta da pandemia.


Ao UOL, Didi desmistificou aquela ideia romântica de que seu emprego é "o melhor do mundo" só porque ela conhece vários lugares incríveis. A apresentadora já foi, por exemplo, para República Tcheca, Portugal, Tailândia, Suíça, Japão, França, Turquia, Estados Unidos...

Ela, inclusive, morou em Nova York por alguns anos


Mas Didi não faz as contas de quantos países já conheceu em 14 anos de programa. O que valem são as experiências, e não o número de carimbos no passaporte.

Mesmo o programa sendo tão longevo, ele se manteve atualizado e soube se reinventar. Ainda tem um sabor de coisa fresca

Uma viagem especial foi para Israel ao lado do marido e das filhas

Didi, você tem o emprego que pediu a Deus?

Conhecer novos países, outras culturas e receber um salário para viajar. Você até pode pensar que Didi tem o 'melhor emprego do mundo' — e, de fato, ela se sente privilegiada porque ama o que faz.

O melhor emprego do mundo depende de cada pessoa. Para mim este é o melhor emprego do mundo. Mas tem gente plenamente satisfeita fazendo planilhas de Excel

Mas o que você não vê no ar...

Não se engane achando que ter um emprego como o de Didi é viver de sombra, água fresca e bons drinks.

O dia a dia das gravações é agitado e consiste em cumprir com as pautas marcadas e agenda de entrevistas. É, basicamente, uma corrida contra o tempo.

É uma agenda insana. Não dá para voltarmos e falarmos para o Multishow: 'então, teve um dia que a Didi estava meio mal-humorada e fizemos sete programas e meio'. Ou que o dia estava bonito e queríamos aproveitar a praia. O tempo é enxuto. Temos que conseguir completar a meta [de geralmente oito programas] em quinze dias de gravação

A pandemia acabou adiando a estreia da nova temporada

Tive uma conversa com o Multishow: 'Não dá para colocar esse programa no ar no momento em que está todo mundo enclausurado'. Parceria coisa de gente alienada!

De fato a nova temporada acabou sendo adiada por uma influência direta do novo coronavírus. A pandemia continua sendo uma triste realidade e a recomendação é para permanecer em casa se possível, mas o que mudou foi a percepção de Didi sobre como o programa poderia fazer bem em tempos tão difíceis.

"Os meus sentimentos oscilaram muito durante a quarentena e no começo eu estava apavorada, angustiada. Muito insegura com aquele cenário", diz ela.

Depois de um tempo, o meu entendimento foi de que o 'Lugar Incomum' teria a função de trazer um pouco de escapismo e a possibilidade de sonhar com futuras viagens, se Deus quiser

Afinal, onde será a nova temporada?

No Chile. Esta é a primeira vez do "Lugar Incomum" em um país da América Latina.

Veja fotos de Didi Wagner no Chile

O que teve de marcante na gravação, Didi?

Em um programa como o "Lugar Incomum", o imprevisto pode bater à porta e na temporada do Chile isso aconteceu. Poucos dias antes do embarque da produção, estourou uma rebelião em Santiago e outras cidades chilenas. A viagem precisou ser remarcada.

Esse contexto social, de alguma forma, estará presente nos novos episódios.

Foram as maiores manifestações populares desde a era Pinochet. Ninguém conseguiria imaginar que o Chile passaria por aquilo. O clima era de tensão no ar, de certa instabilidade social. 'Lugar Incomum' não é um programa de jornalismo, mas abordamos o assunto das manifestações em algumas matérias e procuramos mostrar o que estava acontecendo no país naquele momento.

Televisão