PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Sadi e Rizek revelam intimidades: Minha mulher fala de pijama com ministros

Andréia Sadi e André RIzek durante participação no "Altas Horas" - Reprodução/Altas Horas/Rede Globo
Andréia Sadi e André RIzek durante participação no "Altas Horas" Imagem: Reprodução/Altas Horas/Rede Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/08/2020 01h11

A repórter do Grupo Globo Andréia Sadi afirmou que a partir de seu casamento com André Rizek, em março e do tempo de convívio ampliado por conta da pandemia, descobriu coisas no companheiro que não sabia em um espaço de tempo muito curto. A jornalista revelou que Rizek é muito bom nos afazeres domésticos, por exemplo. Em compensação, o apresentador da SporTV expôs que a mulher começa a trabalhar cedo e entrevista de pijama, por telefone, integrantes do governo.

"Quando a gente começou a namorar, ninguém previa a pandemia. Quando a gente se casou e veio a quarentena, uma semana depois, virou 24 (horas) por 7 (dias). Você começa a dividir coisas que, talvez, você não fosse dividir em outros tempos, afazeres domésticos - que não sou muito boa... Já ele, faz tudo! Descobri um André que eu não conhecia. Ele lava roupa, cozinha", disse Andréia Sadi em entrevista ao Altas Horas, hoje.

"A gente casou na quarentena, então nosso casamento é uma quarentena", complementou André Rizek, que participou da entrevista ao lado da esposa.

O apresentador do Seleção SporTV contou que usou 'dicas políticas' para se aproximar da repórter - especialista no assunto -, mas que demorou algum tempo para ser bem sucedido com a estratégia e que ainda teve um contratempo.

"Eu me aproximei dela justamente falando de política, mandando mensagens sobre política. Já eram dicas com segundas, terceiras, quartas intenções. A gente sempre trocou mensagens, mas eu era atrapalhado, então não conseguia dar sequência às trocas de mensagens. Em junho do ano passado, eu consegui um pequeno 'furo' político e mandei a mensagem com a ideia de impressionar mesmo. Mas foi justo no dia em que o Michel Temer foi preso, então ela nem viu e eu fiquei constrangido, me sentindo um jornalista esportivo alienado da política. Ela respondeu dez dias depois e a gente foi sair e desde então a gente não desgrudou mais", contou.

"Eu suspeitei que ele estivesse me cantando, mas não tinha como responder porque o Temer estava sendo preso aquele dia", complementou a repórter.

Rizek ainda falou sobre como o trabalho jornalístico é presente na vida do casal praticamente o tempo todo.

"Uma coisa inusitada da pandemia é ver minha mulher de pijama falando com generais, ministros. É uma coisa que eu vou levar para a vida", brincou o apresentador.

"Mas não tem o que fazer, a apuração começa muito cedo e não para. Então, tem momentos em que a gente está conversando com um político enquanto está fazendo algo em casa mesmo", justificou a repórter.

Televisão