PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Big Brother português: Participante expulso é internado com surto psicótico

André Filipe deixou a casa após vandalizar instalações e atirar mobiliário à piscina - TVI/Reprodução
André Filipe deixou a casa após vandalizar instalações e atirar mobiliário à piscina Imagem: TVI/Reprodução

Do UOL, em São Paulo

24/09/2020 14h21

O escritor e produtor audiovisual André Filipe, participante do programa Big Brother, exibido pelo canal de TV português TVI, virou motivo de grande preocupação da atração nas últimas 24 horas.

Ontem, o participante foi expulso do reality sem poder se despedir dos colegas de confinamento após vandalizar as dependências da casa. Entre outras coisas, Filipe destruiu instalações elétricas e espelhos, atirou parte do mobiliário na piscina e escreveu mensagens em uma parede.

"Os colegas vinham se mostrando preocupados com certos comportamentos do concorrente do Barreiro e depois dos últimos acontecimentos não houve outra opção senão a expulsão de André Filipe", afirmou o site da emissora.

Após deixar a casa, o jovem de 25 anos foi internado em um hospital de Lisboa com um surto psicótico. A informação foi revelada pela mãe dele, Hélia ao jornal português Correio da Manhã, que afirmou não ter tido alternativas.

#BBTVI

A post shared by Big Brother TVI (@bigbrothertvi) on

"Quando ele chegou em casa estava muito alterado — virou-me a despensa de pernas para o ar, foi buscar coisas antigas, fotos, tudo. Estava perturbado e falando como se ainda estivesse na casa do BB, não fazia sentido. Eram 3h da manhã quando, depois de falar com a psicóloga do programa, decidi interná-lo", contou a mãe.

Segundo ela, "foi diagnosticado um surto psicótico" no filho, o que jamais havia acontecido.

"Nunca vi o meu filho assim. Ele nunca foi violento nem teve este tipo de comportamentos. O que eu acho é que ele entrou numa personagem e não consegue sair dela. Está também há muito tempo sem dormir, o que despoletou isto tudo", acrescentou.

A mãe de André Filipe diz que o filho já foi medicado e está mais calmo, mas "não deverá ter alta tão cedo"

Televisão