PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Datena questiona secretário após mortes por covid: 'Mentira deslavada'

"O número é ridículo, é uma mentira deslavada", disse o apresentador no "Brasil Urgente" - Reprodução/TV Bandeirantes
"O número é ridículo, é uma mentira deslavada", disse o apresentador no "Brasil Urgente" Imagem: Reprodução/TV Bandeirantes

28/09/2020 18h48

Apresentador do programa "Brasil Urgente", da TV Bandeirantes, José Luiz Datena fez críticas ao secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, após a divulgação do número de mortes por covid-19. Segundo o balanço de hoje, o Estado registrou 17 mortes nas últimas 24 horas.

"O número é ridículo, é uma mentira deslavada. O cara que mente na segunda-feira, mente a semana inteira, eu não posso acreditar que morreram 17 pessoas de ontem para hoje", esbravejou Datena.

O apresentador seguiu fazendo críticas ao infectologista e à divulgação do número de mortos. "Por que esse secretário não divulga pelo menos o número certo de pessoas? Ele chorou outro dia, não sei o porquê. Ele não tem que chorar, tem que trabalhar. São lágrimas de crocodilo no meu ponto de vista".

"Não tem cabimento um cara que cuida da saúde deixar anunciar esse número. Se você não tem número, você não sabe como está a cidade", finalizou Datena.

A pandemia em São Paulo

Na coletiva à imprensa de hoje, o governador João Doria (PSDB) disse também que o estado registrou queda de 11% nas internações por covid-19 na última semana epidemiológica (de 20 a 26 de setembro). Com isso, são dez semanas consecutivas de redução, de acordo com os dados da Secretaria Estadual da Saúde. "É um sinal inequívoco de que a doença está regredindo de maneira sólida no estado de São Paulo", disse.

Segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde, há atualmente 3.930 pessoas internadas por covid-19 em UTIs e 4.780 em leitos de enfermaria no território paulista. Os casos de contaminação pelo novo coronavírus em São Paulo somam 973.142.

Televisão