PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Rihanna se desculpa após acusações de islamofobia em desfile de lingerie

Rihanna no teaser do "Savage X Fenty Show Vol. 2" - Reprodução/YouTube
Rihanna no teaser do 'Savage X Fenty Show Vol. 2' Imagem: Reprodução/YouTube

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/10/2020 10h36

Entre inúmeros elogios envolvendo diversidade de modelos, Rihanna apresentou na semana passada a edição de 2020 do desfile de sua marca de lingeries Savage x Fenty. No entanto, uma questão está se sobressaindo e já se tornou polêmica nas redes sociais. No evento, a música "Doom", lançada há mais de dois anos pela produtora francesa Coucou Chloe, fez uso de um texto sagrado muçulmano, o que causou uma onda de fúria entre os internautas, que acusaram Rihanna de islamofobia.

A cantora emitiu comunicado hoje por meio de seu Instagram, em que ressalta que a obra foi utilizada sem a intenção de ferir os muçulmanos. "Gostaria de agradecer à comunidade muçulmana por apontar um enorme descuido, que foi involuntariamente ofensivo no nosso evento da Savage x Fenty. Eu gostaria ainda mais de me desculpar com vocês por conta deste honesto, mas descuidado erro", explicou.

"Nós entendemos que machucamos muitos de nossos irmãos e irmãs muçulmanas e eu estou com o coração partido por causa disso. Eu não compactuo com qualquer tipo de desrespeito a Deus ou a qualquer religião e, portanto, o uso dessa música em nosso projeto foi completamente irresponsável. Garantimos que nada disso aconteça novamente. Obrigada por seu perdão e compreensão", ressaltou Rihanna.

No trecho remixado que foi utilizado no desfile, o texto fala sobre o dia do julgamento final e dos sinais do apocalipse, com passagens relacionadas ao profeta Maomé.

Famosos