PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Phil Collins é acusado de instalar 20 câmeras para espionar ex-esposa

Orianne Cevey e Phil Collins em evento em Miami (EUA) - John Parra/Getty Images
Orianne Cevey e Phil Collins em evento em Miami (EUA) Imagem: John Parra/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/10/2020 08h07

Um novo capítulo da conturbada separação de Phil Collins e Orianne Cevey veio à tona. Ela, que move um processo contra o ex-marido, acusa o músico de espioná-la com câmeras escondidas instaladas em seu closet e banheiro.

Segundo novos documentos judiciais, ela também alega que Collins inventou uma "história vergonhosa" no processo para expulsá-la da mansão em Miami, avaliada em R$ 218 milhões, onde os dois passavam a quarentena e, agora, ela está morando com o novo parceiro.

Orianne Cevey, de 46 anos, ainda diz que o músico é "insensível" por pressioná-la a se mudar para a mansão em Las Vegas. Segundo ela, isso a afastaria de seu filho, fruto de outro casamento.

A designer de joias terminou o relacionamento com Collins, de 69, após o cantor encontrar mensagem de texto em que ela dizia querer "abandoná-lo". "Encontrei alguém e gostaria de tentar ver se eu posso ser feliz novamente", escreveu ela. Na mensagem, Orianne identificou o homem apenas Thomas. Posteriormente, a identidade de Thomas Bates foi noticiada. O lutador, de 30 anos, é o atual parceiro da designer

Essa não é a primeira vez que o relacionamento de Collins e Cevey se torna notícia. Em 2008, após 12 anos de união, eles anunciaram o divórcio, com um acordo de US$ 47 milhões. Oito anos depois, ela e o músico retomaram o casamento. Os rumores da nova separação surgiram no início do mês.

Famosos