PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Gio Ewbank diz que quase teve parto no carro: 'Não sabia que era contração'

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso contaram detalhes da quarentena em família em conversa com Astrid Fontenele - Reprodução/Youtube/Astrid Fontenelle
Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso contaram detalhes da quarentena em família em conversa com Astrid Fontenele Imagem: Reprodução/Youtube/Astrid Fontenelle

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/10/2020 11h42Atualizada em 27/10/2020 12h44

Giovanna Ewbank revelou detalhes sobre o parto do caçula, Zyan, em uma entrevista com Astrid Fontenelle. A atriz e apresentadora contou que quase deu à luz dentro de um carro, depois de passar horas sem identificar que estava tendo contrações.

Ela lembrou ainda que quando ela e o marido Bruno Gagliasso chegaram a maternidade a cabeça do bebê já estava coroando. Os dois falaram das novidades durante a quarentena em um vídeo para o canal de Astrid no Youtube.

"O meu parto foi um parto dos sonhos, eu 'cuspi' o Zyan, eu quase tive no carro pra você ter ideia. Eu comecei a ter contração em casa, não sabia que eu não estava com contração porque eu não estava sentindo dor. Eu tava até fazendo uns stories e aí falei: 'Ai, calma, gente'. E eu já estava tendo e não sabia", contou.

Gio disse ainda que sua experiência tranquila com o parto natural quebrou seus preconceitos sobre dar à luz, afirmando que sempre teve muito medo e não tinha vontade de ter um filho "da barriga", depois de adotar Titi e Bless, de 7 e 5 anos.

"Eu tinha uma ideia de gestação, de parto, de amamentação, muito conturbada. Por que eu nunca quis, na verdade, ter um filho da barriga. E eu tinha uma ideia muito errada assim sobre a gestação, que pra mim foi tudo muito maravilhoso", afirmou.

Segundo ela, as experiências conturbadas vividas por sua mãe, Débora Ewbank, na gestação de Giovanna e de seu irmão, Gian Luca, foram responsáveis por seus receios para engravidar. Depois de sua própria vivência, a apresentadora disse ter entendido "que cada corpo funciona de uma forma".

"Pra minha mãe foi tudo muito difícil, mas pra mim foi tudo muito prazeroso assim. Eu cheguei lá a cabeça dele já estava saindo. E a amamentação também está sendo tranquila. Então foi uma descoberta afetiva muito prazerosa", completou.

Além de escolher suas descobertas afetivas durante o isolamento social, Giovanna e Bruno também falaram de suas maiores dificuldades durante o período, tendo que cuidar sozinhos de três crianças.

"Escola online. Amor, toda aula eu ia pro banheiro chorar. Mas eu chorava mesmo. Eu liguei pra coordenadora e falei: 'Eu não tenho como, eu tô me sentindo mal'. Por que eu não conseguia ensinar para as crianças. Os professores são maravilhosos", destacou Ewbank.

Apesar dos desafios com os cuidados dos filhos, o casal comemorou o tempo em família durante a quarentena, afirmando que aprenderam a mudar suas prioridades, se desconectando de trabalho e internet.

"Eu nunca teria passado por uma gestação com a minha família tão unida e vivendo cada momento que eu estava vivendo, se não fosse esse momento que a gente tá vivendo. Então meus filhos estavam muito presentes, vendo casa família da barriga crescendo, cada ultrassom. O Bruno também estava muito presente. Então são coisas que a gente ganhou nesse período", afirmou a atriz.

"E é muito forte ganhar isso em um período em que a gente está tão assustado, né. Por que a gente pode, né, a gente pode estar com a nossa família, mas e quem não pode? Então a gente estar vivendo isso e saber que outras pessoas não podem estar vivendo isso, tem um peso muito grande, né", defendeu Gagliasso.

"Eu vi o quanto eu estava no meu celular, quanto eu estava preocupado com o meu trabalho, foi um impacto muito grande, até por agora, eu fiquei assustado, fiquei: 'O que eu to fazendo? É esse caminho que eu quero?'" continuou o ator, que disse ter deixado o celular de lado durante a quarentena.

O casal contou que passou quase dois meses isolados em uma região de mata, sem acesso ao noticiário, após sentirem "angústia" pelos acontecimentos do mundo.

Agora, eles estão empenhados em um projeto de plantio de árvores em um terreno da família, contando uma curiosidade sobre a ideia: Cada muda ganhará o nome de uma pessoa importante na vida dos dois.

"Noite passada a gente tava escrevendo os nomes de cada árvore", contou Gagliasso. "Por que por enquanto foram 170", completou Gio. "Mas nesse mês são 2.500", continuou o ator. "E a gente tá nomeando as árvores, olha que loucura. Porque o que a gente quer é: Quando a gente estiver caminhando, aí vai tá lá o nome, sei lá, 'Astrid', aí os nosso filhos vão perguntar: 'Qual a história da Astrid?'. E aí a gente vai contar nossa história com você", explicou Gio, prometendo que eles realmente terão uma muda com o nome da apresentadora.

Os dois ainda se derreteram um pelo outro ao responder quem foi a pessoa mais importante de suas quarentenas.

"O Bruno", afirmou Ewbank. "Eu?", se surpreendeu o ator.

"Você", repetiu ela. "Não teria como passar por tudo que a gente passou sem ter o Bruno, que o Bruno é a alegria em pessoa, né, Astrid, você sabe. Ele vê o lado positivo de tudo, ele é um pai maravilhoso, um marido maravilhoso. Ele é a alegria da casa, sabe? E acho que ele fez a gente passar por tudo isso, a gestação sem a família, né, sem minha mãe, meu pai, meu irmão, ele segurou isso com uma força, uma alegria", detalhou ela, emocionada.

"A Giovanna também, que mulher forte, que mulher potente. A Giovanna é virginiana certinha. Eu sou o oposto, aquariano, bicho solto. As pessoas falam muito: 'Ai, vocês são opostos'. Não, nós somos complementares. A gente faltava um pro outro, E eu vi que mulher forte eu tenho. Porque ela pariu três vezes, né, de três maneiras diferentes, e as três vezes eu fiquei mais apaixonado por ela, fiquei mais encantado, ela nasceu pra ser mãe. Quando eu digo isso, não é diminuindo, ou colocando nessa prateleira. Quando eu digo mãe, eu digo guerreira, forte, educadora, potente, inteligente, ser mãe é isso, né, é abraçar", afirmou Gagliasso.

Assista ao vídeo completo no player abaixo:

Famosos