PUBLICIDADE
Topo

Pocah sobre perseguição no funk: 'Galera já entendeu que precisa se unir'

Colaboração para Splash, em São Paulo

30/10/2020 04h00

No mesmo dia em que MC Maneirinho recebeu uma intimação para depor à polícia sobre acusação de apologia ao crime, Pocah conversou com Otaviano Costa no "OtaLab" no UOL desta quinta-feira (29) e deu sua opinião sobre perseguição no mundo do funk.

Querem marginalizar a nossa cultura, mas a galera já entendeu que precisa se unir e estamos no caminho certo.

Pocah - Reprodução/ Instagram - Reprodução/ Instagram
Pocah
Imagem: Reprodução/ Instagram

A artista aproveitou a discussão sobre o tema para relembrar o preconceito que também sofreu na época em que era roqueira.

Ia à escola de bandana e unhas pretas. Me chamavam de maluca, que não tomava banho e que dormia no cemitério

Pocah - Divulgação - Divulgação
Pocah
Imagem: Divulgação

Pocah ainda falou em qual momento de sua carreira percebeu que tinha voz não só para a música, mas também para ajudar outras pessoas por ser uma artista.

Em 2017, eu me descobri como feminista. Vi que através das minhas experiências e vivências poderia mostrar que sempre existe uma luz no fim do túnel.

Pocah - Cleiby Trevisan - Cleiby Trevisan
Pocah
Imagem: Cleiby Trevisan

'A Fazenda'

Amiga de MC Mirella, uma das participantes de "A Fazenda 2020", Pocah comentou o que acha das atitudes da colega dentro do reality show.

"Eu trabalho muito e não tenho conseguido acompanhar, mas às vezes vejo sim algumas paradas que estão acontecendo. Eu a conheço muito bem e tenho certeza absoluta que ela está sendo manipulada", afirmou.