PUBLICIDADE
Topo

Téo José relembra 'rolê' com Maradona para comprar Rolex em São Paulo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/11/2020 04h00

Um dos principais narradores esportivos de sua geração, Téo José gravou um vídeo exclusivo para o "OtaLab" no UOL desta quinta-feira (26) relembrando um encontro marcante com Maradona, morto na última quarta (25).

O Maradona entrou no meu carro e disse que queria comprar um Rolex. Liguei para um amigo e fomos parar na Rua Augusta

Diego Maradona com a camisa da selação argentina na Copa de 1994 - Tony Marshall - EMPICS/PA Images via Getty Images - Tony Marshall - EMPICS/PA Images via Getty Images
Diego Maradona com a camisa da selação argentina na Copa de 1994
Imagem: Tony Marshall - EMPICS/PA Images via Getty Images

O episódio ao qual Téo se referiu aconteceu no ano 2000, quando Palmeiras e Boca Juniors se enfrentaram no estádio do Morumbi, em São Paulo, na Copa Libertadores da América.

À época, Maradona fazia um tratamento para desintoxicação em Cuba —e a extinta PSN TV queria o jogador como protagonista de sua transmissão. Por meio de um cachê pomposo, buscaram Maradona em Cuba e trouxeram o craque para São Paulo.

Maradona ficou hospedado em um hotel na capital paulista. Ao descer 15 minutos mais cedo ao saguão, o ídolo argentino chamou a atenção dos jornalistas de plantão.

Ele desceu mais cedo do que o combinado, e os motoristas haviam sido liberados pelo empresário do craque para almoçar. Cara, eu fiquei desesperado. A imprensa toda do lado de fora —e a PSN não liberou o Maradona para dar entrevista para ninguém. Eu tinha um carro Alfa Romeo 164 que era a minha paixão. Não vi outra maneira. Gritei para o cara do estacionamento: 'Busque o meu carro!'. Ele correu

Enquanto esperavam o carro na porta do hotel, dois ônibus com torcedores do Boca Juniors passaram.

A torcida começou a gritar o nome dele: 'Maradooooonaaaa, Maradooooonaaa'! Coloquei o Maradona, a filha dele com um amigo e o biógrafo dele no banco de trás

Diego Maradona, técnico do Gimnasia y Esgrima La Plata - Marcos Brindicci/Getty Images - Marcos Brindicci/Getty Images
Diego Maradona, técnico do Gimnasia y Esgrima La Plata
Imagem: Marcos Brindicci/Getty Images

O jornalista recordou outro momento que envolveu Maradona no mesmo dia.

Ao término da partida, os jogadores do Boca Juniors vieram até a nossa cabine de imprensa e começaram a gritar o nome dele. Isso mostra a grandeza e o respeito que ele tem.