PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Polícia de SP faz busca no Paraguai por acusado de matar ator Rafael Miguel

Paulo Cupertino Matias é acusado de matar o ator Rafael Miguel e os pais, em 2019 - Reprodução
Paulo Cupertino Matias é acusado de matar o ator Rafael Miguel e os pais, em 2019 Imagem: Reprodução

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo

12/12/2020 10h36Atualizada em 14/12/2020 12h41

A Polícia Civil de São Paulo foi até o Paraguai para tentar encontrar Paulo Cupertino Matias, 48, acusado de matar o ator Rafael Miguel e os pais dele em junho de ano passado, na zona sul da capital paulista. Cupertino não foi encontrado e segue foragido.

De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública), uma equipe do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) estive em diligências na cidade de Liberación entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro, após receber informação de que o acusado estava em uma fazenda na região.

O proprietário da fazenda foi interrogado pela polícia do Paraguai, mas detalhes não podem ser passados para não prejudicar os trabalhos, informou a SSP.

O caso segue em investigação pelo DHPP.

Falsa prisão no PR

No fim de outubro, alguns veículos de imprensa chegaram a informar que Cupertino havia sido preso em uma blitz de trânsito na cidade de Centenário do Sul, no interior do Paraná.

A notícia, no entanto, foi desmentida pela polícia de São Paulo, que alegou que a PM do Paraná se equivocou na comunicação.

Dias antes, foi descoberto que Cupertino fez um documento falso no Paraná, utilizando uma certidão de nascimento, a princípio, verdadeira, em nome de outra pessoa. O procedimento foi realizado no Posto do IIPR (Instituto de Identificação do Paraná) conveniado com a Prefeitura de Jataizinho.

Além do RG registrado no Paraná, Cupertino também teria tirado um novo CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) em Ponta Porã, na divisa do Mato Grosso do Sul com Pedro Juan Caballero, no Paraguai. O homem que teria ajudado na fuga também é foragido da Justiça, informou a SSP.

rafael miguel - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Isabela Tibcherani e o ator Rafael Miguel. Pai da jovem era contra o relacionamento dos dois
Imagem: Reprodução/Instagram

Relembre o caso

O ator Rafael Miguel, que interpretou o personagem Paçoca na novela "Chiquititas", do SBT, e seus pais, João Alcisio Miguel e Miriam Selma Miguel, foram assassinados em junho de 2019, em São Paulo.

Os três foram baleados após terem ido até a casa da namorada do ator de 22 anos, Isabela Tibcherani. O crime aconteceu na Estrada do Alvarenga, no bairro Pedreira, na zona sul da Capital.

O pai da namorada de Rafael, Paulo Cupertino Matias, teria sido o autor dos disparos. Ele era contra o namoro da filha com Rafael.

No mesmo mês, a Justiça decretou a prisão temporária de Cupertino. Um ano depois, o mandado de prisão temporária dele foi convertido em preventiva. Ele é acusado de homicídio triplamente qualificado.

Famosos