PUBLICIDADE
Topo

Bruno De Simone explica polêmica e garante: 'Tatá Werneck não é caloteira'

Bruno De Simone/Tatá Werneck - Reprodução/Instagram
Bruno De Simone/Tatá Werneck Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/12/2020 21h27

Depois de gerar uma polêmica ao dizer que havia levado um calote de Tatá Werneck, o ex-maquiador Bruno De Simone voltou a falar do assunto, e explicou o que de fato aconteceu e ainda revelou que a apresentadora lhe depositou uma quantia generosa após ele ter falado da dívida.

"Eu e a Tata Werneck sempre tivemos um ótimo relacionamento na época em que eu era maquiador. Em 2013, quando ela estreou na novela 'Amor à vida', de Walcyr Carrasco, na Globo, eu fiz uma maquiagem para ela ir a uma festa. Ela pediu os meus dados para depositar a grana no dia seguinte, uns R$ 350. Ela deve ter esquecido porque a vida dela estava muito corrida na época e como a Tatá sempre foi muito correta, brincalhona, chequei depois a minha conta e nada, mas passou", explica Bruno, que na época, logo em seguida começou a fazer faculdade de Comunicação Social.

bruno - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Quatro anos depois, formado, Bruno deixou de maquiar e começou a trabalhar como apresentador e YouTuber.

"Quando fui perguntando sobre um calote de algum famoso, eu lembrei do episódio e até brinquei que a Tatá poderia me dar um entrevista como forma de pagamento da dívida. A notícia tomou uma proporção e uma repercussão tão grande, que ela me ligou me pedindo os meus dados para fazer um depósito. Nós conversamos e eu expliquei que não estava cobrando, apenas contando um caso. Ela ficou chateada, o que é compreensível, mas bem-humorada como sempre e de bem com a vida, entendeu a situação e está tudo bem, tudo certo. Tatá Werneck não é caloteira e até fez uma transferência bem próspera. Mas, eu coisa eu digo: se eu falar das celebridades que não me pagaram, vou ficar milionário", disse o apresentador em entrevista para o "Canal Na Real".