PUBLICIDADE
Topo

Gretchen rebate ataques sobre ser coach de vida: "Quero ver me proibir"

Gretchen publicou foto nas redes sociais - Reprodução/Instagram @mariagretchen
Gretchen publicou foto nas redes sociais Imagem: Reprodução/Instagram @mariagretchen

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/01/2021 18h59

Gretchen, de 61 anos, não se abalou com as críticas ao seu novo trabalho como "coach de vida". Hoje, a partir do seu perfil no Instagram, a Rainha do Rebolado rebateu os ataques.

Acusada por internautas de "não ter moral para dar conselhos", ela respondeu. "Quero ver quem aí me proibir. Eu já disse que não sou terapeuta, e não sou mesmo. Mas eu tenho a experiência de vida que muitos deles não têm. Eu vivi coisas na minha vida que muitos deles não viveram", iniciou.

"Eu perdi um filho. Meu filho morreu nos meus braços. Eu adotei filhas. Tive problemas seríssimos de violência doméstica. Sempre sustentei meus filhos sozinha. Sou independente financeira e emocionalmente. Aí vieram me falar: 'o que ela tem para ensinar? A largar marido?'. Vou sim. Vou ensinar a mulherada a parar de acreditar em falsas coisas", continuou ela, em tom acalorado.

Além do mais novo serviço de coach, Gretchen também vende palestras motivacionais para empresas e grandes públicos, assim outras personalidades.