PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Vestido de casamento da princesa Diana é pivô de processo judicial

Reprodução
Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

19/01/2021 20h03

David e Elizabeth Emanuel foram o casal de designers que criaram o vestido de noiva de seda marfim da princesa Diana, em 1981. Agora, em 2021, os dois brigam judicialmente pelo esboço da criação.

Elizabeth, de 67 anos, está sendo processada pelo ex-marido após leiloar diversos rascunhos de projetos de moda criados para a princesa Diana, incluindo o vestido de casamento com o príncipe Charles, que se tornou um ícone da indústria têxtil.

Princesa Diana - Reprodução - Reprodução
Princesa Diana com David e Elizabeth Emanuel, procurando designs de roupas para sua visita à Arábia Saudita.
Imagem: Reprodução

De acordo com o site Daily Mail UK, a intenção de David é impedir a venda dos desenhos, que foi feita sem seu consentimento. O homem de 68 anos também pretende pedir uma ordem judicial que proteja seus direitos autorais sobre os modelos no futuro. Conforme relatam os documentos arquivados na Suprema Corte, o designer exigiu que as cópias dos esboços fossem destruídas.

Entre as peças criadas pelo casal, que se divorciou nove anos após a confecção do vestido de noiva de Diana, destacam-se a blusa de chiffon com gola de babados, usada pela realeza em uma foto para a revista Vogue, e o vestido de tafetá preto com lantejoulas, utilizado no primeiro noivado oficial com o príncipe Charles, em 1981.

Princesa Diana vestido de noiva - Reprodução - Reprodução
Esboço de Elizabeth Emanuel para o vestido de casamento real, em 1981.
Imagem: Reprodução

Além de processar Elizabeth pela reprodução não-autorizada dos desenhos no leilão "Passion For Fashion", o designer também está movendo uma ação contra a instituição "Kerry Taylor Auctions", em Londres, por manter os esboços no site.

O mandado relata que os desenhos foram vendidos entre o período de dezembro de 2018 até 2020, e foram responsáveis pela arrecadação de 500 a 2.800 libras. Segundo David, a venda simboliza a quebra do acordo feito entre ele e a ex-mulher em 1990, em que ambos combinaram em não comercializar e nem utilizar nenhuma arte criada pelo casal.

Famosos