PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Homem defendido por Kim Kardashian recebe perdão de Donald Trump

Reprodução
Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

20/01/2021 18h04

Na longa lista de pessoas que o ex-presidente dos Estados Unidos perdoou, está Chris Young, rapaz cuja liberdade vem sendo defendida por Kim Kardashian desde 2018. A informação foi concedida pela declaração publicada pelo site oficial da Casa Branca.

Nesta quarta-feira (19), no último dia de mandato de Donald Trump, o político concedeu clemência ao jovem que está preso há 10 anos. Young foi condenado à prisão perpétua sem liberdade condicional pelos crimes não-violentos de porte de maconha e cocaína.

"Senhor Young fez uso produtivo de seu tempo na prisão, fazendo cursos e aprendendo habilidades de codificação", diz comunicado oficial à imprensa da Casa Branca. "Ele também manteve um registro disciplinar impecável. Muitos apoiadores do Sr. Young o descrevem como uma pessoa inteligente e positiva que assume total responsabilidade por suas ações e que não teve uma primeira chance significativa na vida, devido ao que outro juiz federal chamou de 'infância inegavelmente trágica.'"

Em setembro de 2018, a empresária e socialite visitou o Salão Oval, em Washington, com o ex-juiz distrital dos EUA, Kevin Sharp, que pessoalmente solicitou que Trump revertesse a sentença de prisão perpétua que ele próprio havia dado a Young.

Conforme relata o site TMZ, Kardashian, que em 2019 revelou estar estudando para se tornar uma advogada, continuou envolvida com a equipe jurídica de Chris Young após a reunião com Trump.

Este não foi o primeiro caso em que Kim Kardashian interferiu juridicamente. A empresária também pressionou Donald Trump a perdoar Alice Johnson, que passou 22 anos na prisão pelo delito não-violento de ter participado de uma rede de tráfico de cocaína.

Famosos