PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Jennifer Lopez fala sobre terapia e amor próprio: "Não entendia o conceito"

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/01/2021 22h04

Jennifer Lopez fala sobre o que aprendeu após anos de terapia e como essas reflexões mudaram seus relacionamentos.

No primeiro episódio de 'Coach Conversations' entitulado 'Qual é o seu chamado?', a cantora de 51 anos conta sobre seu primeiro contato com a terapia: "Eu lembro de estar na terapia, no começo, com meus 30 e tantos anos, e havia uma grande conversa sobre amar a si mesmo. E eu pensei: 'Eu me amo'. Mas é claro que eu tinha coisas, como meus relacionamentos, me mostrando que não parecia que eu estava me amando".

Sobre amor próprio, a estrela ainda disse: "Eu nem entendia direito o conceito. Levou um tempo, e é uma jornada e ainda é uma jornada para mim". Ela lembra o começo de sua carreira como dançarina, e como isso a fez a mulher que é hoje: "Eu era uma ótima dançarina, mas não era a melhor. Todo mundo é muito competitivo nessa área. Mas eu sabia, desde o início, que eu devia colocar algo a mais. Eu colocava meu coração, minha alma nisso. Em cada movimento, havia um propósito por trás. Tudo tinha que dizer algo. E eu aprendi isso muito cedo. Aprendi que, para afetar as pessoas, já que eu não podia chutar mais alto que as outras ou pular mais alto, eu deveria ter algo a mais para conectar tudo. E isso, no fim do dia, não importa. O que importa é colocar paixão para conectar as pessoas, para que tudo tenha significado. Tudo que eu faço deve ter um propósito".

J-lo continuou falando sobre seu chamado e sua percepção do ano passado: "Uma das bênçãos de 2020 foi a de termos um momento de pausa. Foi o momento de pararmos um segundo e olhar para dentro. Entender o que é prioridade, nossa família, nossos filhos... não apenas ver o que você quer, mas mais importante, quem você quer ser quando tudo isso acabar". Já sobre 2021, a estrela falou sobre os sonhos que ainda carrega: "Meu sonho é que, juntos, neste ano, possamos fazer um mundo mais unido, mais amoroso, mais compreensivo, mais acolhedor".

Quando perguntada sobre seu chamado hoje, a atriz e cantora respondeu: "Acredito que seja emponderar, inspirar e entreter. É o que eu faço e, quando eu entretenho, eu inspiro pessoas a serem os melhores no que eles querem fazer".

Famosos