PUBLICIDADE
Topo

'BBB 21': Deputado apresenta notícia-crime contra Lumena por 'racismo'

Lumena no "BBB 21" - Reprodução/Globoplay
Lumena no 'BBB 21' Imagem: Reprodução/Globoplay

Marina Marini

Do UOL, em São Paulo

10/02/2021 13h28

O deputado estadual Anderson Moraes (PSL-RJ) apresentou uma notícia-crime contra Lumena, do "BBB 21", na Decradi (Delegacia de Combate a Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), ontem.

Em publicação feita nas redes sociais, Anderson disse que uma fala de Lumena durante conversa com Karol Conká foi "pejorativa e ofensiva generalizada à raça branca."

Na ocasião citada pelo deputado, a psicóloga disse que não gosta da postura de Carla Diaz e nem da aparência da atriz.

Eu não gosto dessas coisas. Sem melanina, menina desbotada. Ela tem olho estranho, de boneca assassina. Ela ganhou um poderzinho e já ficou: você não vai me lamber? Eu soube que ela estava com medo de ir para o paredão. Eu não votei nela, mas agora meu voto mudou! Afirmou Lumena

Procurada pelo UOL, a delegacia informou que "instaurou inquérito para investigar e apurar a prática de crime de racismo da participante" do reality show da TV Globo.

Racismo reverso existe? Entenda

O racismo acontece quando há um conjunto de fatores sociais e econômicos que excluem um grupo étnico/racial da sociedade. Por isso, racismo e preconceito são temas diferentes.

A ideia de "raça" foi criada para tentar justificar o domínio que já era imposto a outras populações de forma violenta. Os efeitos do racismo no Brasil não foram reparados logo após o fim da escravidão, e eles são sentidos pela população negra e também indígena.

Ao contrário da população negra, a população branca não foi submetida ao mesmo período de privações para defender a existência do "racismo reverso".