PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Brincos de R$ 4 mi de Meghan foram presente de príncipe da Arábia Saudita

Meghan Markle teria ganho par de brincos de príncipe da Arábia Saudita - Imagem: Reprodução/Instagram
Meghan Markle teria ganho par de brincos de príncipe da Arábia Saudita Imagem: Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/03/2021 17h37

O nome de Meghan Markle foi envolvido em uma polêmica após ela usar um par de brincos de R$ 4 milhões dados de presente pelo príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Muhammad bin Salman, que de acordo com um relatório divulgado na última sexta-feira (26), feito pela inteligência dos Estados Unidos teria sido o mandante da operação do assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi em 2018. As informações são do jornal The Times.

Khashoggi foi correspondente do jornal The Washington Post e foi brutalmente assassinado no dia 2 de outubro de 2018, dentro da embaixada da Arábia Saudita em Ancara, na Turquia. Na ocasião, Jamal havia ido ao local para buscar uma certidão, para poder se casar com sua noiva, que é turca.

"Desde 2017, o Príncipe Herdeiro tem o controle absoluto das organizações de segurança e inteligência do Reino, tornando altamente improvável que as autoridades sauditas tenham realizado uma operação dessa natureza sem terem a autorização do Príncipe Herdeiro", dizia um trecho do relatório.

A duquesa de Sussex foi vista com os brincos de diamante em duas ocasiões do ano de 2018: durante um jantar formal em Fiji em outubro - menos de um mês após a morte de Khashoggi - e no jantar de aniversário do príncipe Charles, em novembro.

Na época do evento em Fiji, o Palácio de Kensington divulgou que os acessórios da marca Butani haviam sido emprestados, porém, não foi revelado quem teria realizado o feito. As peças são avaliadas em £ 500 mil (cerca de R$ 4 milhões). Já o The Times afirma que os itens foram o presente de casamento dado por Bin Salman.

Meghan Markle  - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Os advogados de Markle disseram ao jornal britânico que, "embora a duquesa possa ter afirmado que os brincos haviam sido emprestados, ela não disse que eles foram concedidos por um joalheiro". Os profissionais ainda negaram que a Duquesa tenha escondido a procedência dos objetos.

Fora isso, os profissionais declararam que os membros da equipe da realeza britânica sabiam de quem eram as joias e que na época, Meghan não sabia do envolvimento do príncipe da Arábia Saudita no assassinato do jornalista.

Meghan Markle e Muhammad bin Salman nunca, ou em qualquer ocasião, chegaram a se conhecer pessoalmente. Pelo menos, é o que diz a imprensa britânica. Os brincos em questão são considerados propriedade da Coroa Britânica porque foram dados por um dirigente de estado estrangeiro.

Nesta quarta-feira (03), o apresentador Piers Morgan repercutiu a notícia do The Times e fez uma declaração um tanto quanto ousada durante o programa 'This Morning Britain':

"Como isso lhe parece, Meghan Markle? Você usando 'lustres' dados a você pelo príncipe herdeiro da Arábia Saudita? Como isso fica com suas declarações constantes sobre você apoiar os direitos das mulheres, dada a forma como a Arábia Saudita trata as mulheres?", disse.

"Haverá uma investigação sobre as joias que os membros da família real britânica têm recebido da realeza da Arábia Saudita? Porque aqueles brincos que Meghan usou em Fiji pertencem à coroa britânica!", declarou.

Famosos