PUBLICIDADE
Topo

Eu estava desesperado para impedir que a história se repetisse, diz Harry

07.mar.21 - Meghan Markle e Harry em entrevista à Oprah, transmitida pela CBS - Harpo Productions/Joe Pugliese
07.mar.21 - Meghan Markle e Harry em entrevista à Oprah, transmitida pela CBS Imagem: Harpo Productions/Joe Pugliese

Do UOL, em São Paulo

07/03/2021 23h46

O duque de Sussex, Harry, afirmou que a decisão de deixar a Família Real foi consequência do medo de que a "história" se repetisse. Ele se referia à sua mãe, princesa Diana, que morreu em um acidente de carro em 1997 enquanto era perseguida por paparazzis.

"Tudo mudou depois da turnê pela Austrália, nossa primeira turnê [de Meghan Markle e Harry]. Eu vi como ela seria maravilhosa, ela entrou na família sem dificuldades, foi muito bem-vinda e sabia se comunicar com as pessoas, mas aquilo me trouxe lembranças", disse ele. "Eu só queria que nós aprendessemos com o passado."

A declaração foi dada em entrevista à Oprah Winfrey, transmitida neste domingo (7) pela CBS.

Eu estava desesperado. Fui a todos os lugares que pensei para pedir ajuda —nós dois pedimos.

"Era muito perigoso porque você adiciona raça e a mídia social", afirmou ele. Meghan, a duquesa de Sussex, é negra.

Harry disse que não recebeu nenhuma ajuda da Família Real. Sobre sua atual relação com o irmão, príncipe William, Harry disse que há um "espaço" entre eles agora, mas que "o tempo cura tudo".

O duque de Sussex também foi questionado se teria deixado a realeza britânica se não fosse por Meghan. Ele disse que não. "Não sabia, mas estava preso. Preso dentro do sistema, como o resto da família está. Meu pai e irmão estão presos. Eles não podem sair e eu tenho uma grande compaixão por isso."

Saída conturbada

Em janeiro do ano passado, Harry e Meghan anunciaram a saída da realeza britânica. Os dois abriram mãos dos títulos reais e patronatos, se mudaram para os EUA e não precisam mais assumir compromissos da realeza e nem mesmo contar com o dinheiro público da monarquia.

Em entrevista ao "Late Late Show" com James Corden, Harry revelou ter tomado a atitude de abdicar da realeza após o tratamento cruel conferido pela imprensa à sua família.

"Todos nós sabemos como a imprensa britânica pode ser, e ela estava destruindo minha saúde mental, eu pensava 'isso é tóxico'. Então fiz o que qualquer marido e qualquer um faria, pensei 'preciso tirar minha família daqui'".

Desde o casamento dos dois, em 2018, Meghan se tornou um dos alvos favoritos dos tabloides britânicos. Desde a relação difícil com o pai até a escolha de suas roupas, tudo era criticado.

Sendo a primeira negra a entrar na Família Real, Meghan também foi vítima de ataques racistas nas redes sociais. De acordo com a biografia do casal, "Finding Freedom" ("encontrando a liberdade", em tradução livre), a própria Família Real tentou dissuadir Harry da ideia de se casar com Meghan. Eles também nunca se manifestaram sobre os ataques que Meghan recebia.