PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Taís Araújo sobre negros na escola: 'Podia contar nos dedos'

Taís Araújo relembra momentos da adolescência no Dia da Mulher - Imagem: Reprodução/Instagram@taisdeverdade
Taís Araújo relembra momentos da adolescência no Dia da Mulher Imagem: Imagem: Reprodução/Instagram@taisdeverdade

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/03/2021 23h19

Taís Araujo participou do programa 'Roda Viva' na noite hoje. Em pleno Dia Internacional da Mulher, a atriz de 42 anos relembrou situações que viveu na infância, adolescência e começo de carreira. Ela também falou sobre as personalidades que a inspiraram na profissão:

"Minhas referências eram Zezé Motta, de 76 anos, e Ruth de Souza, mas eram de gerações diferentes, que podiam ser minhas mães, minhas avós", explicou ela

Taís passou a infância na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro e por lá, estou em uma escola de classe alta, onde 'contava nos dedos' a quantidade de negros que estudavam ali:

"Eu podia contar nos dedos de uma mão os alunos negros da escola na Barra da Tijuca, com pessoas que tinham muito mais dinheiro do que meus pais", disse ela, que faz questão de falar sobre o orgulho de seu passado no Méier, no subúrbio carioca.

"Posso frequentar qualquer lugar e saber de onde eu vim", afirmou.

A esposa de Lázaro Ramos ainda comentou como tem sido seu cotidiano em meio a pandemia de Covid-19, o novo coronavírus:

"Meus filhos não têm mais babá. Temos funcionários que nos ajudam, mas meus filhos não têm mais babá". Taís e Lázaro são pais de João Vicente, de 9 anos e Maria Antônia de 6.

A global, que está no ar em 'Amor de Mãe', falou como o mundo evoluiu com relação à representatividade negra na mídia:

"Mudou muito. A gente existe para as revistas de cosméticos. Eu comecei com 13 anos e existiam duas cores de base: ou eu ficava cinza ou ficava vermelha", relembra.

Famosos