PUBLICIDADE
Topo

Adnet entra com queixa-crime contra Mario Frias por injúria e difamação

Marcelo Adnet e Mario Frias - Reprodução / TV Globo / Instagram
Marcelo Adnet e Mario Frias Imagem: Reprodução / TV Globo / Instagram

Do UOL, em São Paulo

24/03/2021 15h31

Marcelo Adnet registrou uma queixa-crime contra o secretário nacional de Cultura Mario Frias. O ator e humorista alega que foi vítima de injúria e difamação.

Procurado pela reportagem, o TJRJ (Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro) informou que a ação foi distribuída no dia 3 de março para a 42ª Vara Criminal e que ainda não há decisão.

Segundo a coluna do jornalista Ancelmo Gois no jornal O Globo, a ação foi movida por ataques do secretário feitos nas redes sociais.

Em setembro do ano passado, Frias disse que Adnet era um "garoto frouxo e sem futuro", uma "criatura imunda", "crápula" e "Judas". Os insultos aconteceram após a divulgação de uma paródia do humorista.

No vídeo em questão, Adnet fazia alusão à campanha sobre "Heróis Brasileiros", lançada pelo governo Jair Bolsonaro (sem partido), com peça que contou com a atuação de Frias.

A paródia também recebeu críticas da Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República).

Em contato com o UOL, segundo os advogados de Marcelo Adnet, Maíra Fernandes e Ricardo Brajterman, Mario Frias extrapolou sua liberdade de expressão ao ofender ostensiva e pessoalmente Marcelo Adnet, com xingamentos que afrontam a honra do humorista.

"As injúrias e difamações da postagem são inaceitáveis, especialmente quando vindas de alguém que deveria prezar pela moralidade, o decoro e a ética em razão de seu cargo", acrescenta a dupla.

Também procurado pela reportagem, Mario Frias ainda não se pronunciou sobre o assunto.