PUBLICIDADE
Topo

Ex-pastor Felipe Heiderich fala sobre ataques após assumir bissexualidade

Felipe Heiderich fala sobre ataques na rede - Reprodução Instagram
Felipe Heiderich fala sobre ataques na rede Imagem: Reprodução Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/03/2021 19h15

Após assumir-se bissexual, o ex-pastor Felipe Heiderich falou hoje sobre os ataques que está recebendo nas redes.

"Estou namorando um rapaz e, para mim, está tudo bem. Se você não concorda, tudo bem. Eu posso não concordar com muitas outras coisas, só respeite", iniciou o ex-pastor, que está namorando o youtuber Bruno de Simone.

"Se você acha que estou em pecado, ore por mim. Se você entrar nas minhas redes, você vai ver muito ódio. Eu não imaginei que seria assim, eu não fazia ideia do que o público LGBT sofria. Sofrer isso na pele é algo que não desejo a ninguém", continuou Heiderich.

Durante o vídeo publicado no Instagram, o influencer ainda comentou o motivo de não ter deixado sua sexualidade no armário.

"Gasta muita energia ter que viver duas pessoas, e eu não consigo ser assim. Muitas pessoas disseram que a outra parte (ex-mulher dele, a pastora Bianca Toledo) sempre teve razão (sobre as acusações de estupro). Não, nunca esteve com a razão. Eu sempre fui uma pessoa extremamente dedicada e fiel. Mas se você quiser acreditar, tudo bem", opinou.

"Agora, só não confunda bissexualidade com pedofilia, porque isso vai falar quem você é. Então, a partir do momento que você voltar a me chamar de pedófilo sendo que eu já fui absolvido em todas as instâncias, aí haverá um acionamento judicial, não só meu, mas de toda a comunidade LGBT que entende que, segundo as pesquisas, a maioria dos pedófilos são héteros", alertou o ex-pastor.

Por fim, Felipe Heiderich tranquilizou seus seguidores."Quero dizer que eu tô bem, que está sendo muito difícil, muito confuso e complicado. Mas eu sei que quem me ama vai entender".