PUBLICIDADE
Topo

Nanda Costa diz que sentiu atração por Lahn Lan aos 14 anos

Nanda Costa e a mulher, Lan Lanh - Reprodução/Instagram @nandacosta
Nanda Costa e a mulher, Lan Lanh Imagem: Reprodução/Instagram @nandacosta

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/04/2021 08h26

Nanda Costa, que está no ar como Érica em "Amor de Mãe", disse ter se apaixonado aos 14 anos pela percussionista - e atual mulher - Lahn Lan. Em entrevista à coluna de Patrícia Kogut, a atriz comparou as experiências amorosas da personagem na dramaturgia com a sua vida longe das câmeras.

Érica é mais nova do que eu. Na idade dela, eu também não estava com o dedo muito certo, não. Todo relacionamento faz a gente ir crescendo, aprendendo. Todos os que eu tive me prepararam para este. Os nossos relacionamentos vão nos preparando para os que vêm, entendendo o que funciona.

A atriz comenta que conheceu a mulher no momento exato.

Toda vez que um relacionamento acaba, a gente fica em cacos. Depois fica inteira para viver uma coisa nova. Lan apareceu no momento exato, em que eu estava pronta, inteira. Foi um superencontro. A cada diz que passa a gente tem certeza de que quer ficar junto.

Atualmente com 34 anos, Nanda Costa contou em entrevista ao GNT que a primeira vez que viu Lahn Lan sentiu-se atraída.

Quando eu contei isso para ela na primeira vez, ela riu e disse: 'Achou isso nada! Você estava disfarçando!'. Eu era muito novinha, tinha 14 anos, nem sabia. Eu estava descobrindo o mundo. Aí eu fui a esse show, paguei ingresso caro, estava lá longe... Não dava para ver direito, sabe? Ela tinha o cabelo curtinho, estava de bermudão, de camisa regata. Não dava para saber.

Lahn Lan era percussionista da cantora Cássia Eller.

O visual era uma coisa meio andrógena. Eu não conseguia parar de olhar para ela no palco. Eu dizia: 'Nossa, ele é muito gatinho'. E minha amiga: 'É a Lahn Lan, é uma mulher'. E eu disse: 'Meu Deus'. Mas não mudou em nada o que eu estava sentindo na hora. Quando falou que era uma menina, eu continuei sentindo a mesma coisa. Demorei muito tempo para reencontrá-la. Isso foi em 2001, eu acho. E fomos ficar juntas em 2014.

Agora, comemorando sete anos juntas e enfrentando a pandemia ao lado da amada, a atriz comenta que, apesar das dificuldades, o isolamento social fortaleceu a relação.

A gente já passou por muitas coisas. Depois de uma pandemia, de obra em casa... Tem muito relacionamento que não dá certo depois de obra também (risos). E muita gente enfrentou crise na pandemia. Eu considero que tive muita sorte e desejo a mesma sorte para a Érica.

Na trama, Érica e Davi (Vladimir richta) deverão viver uma paixão. A personagem já havia sofrido uma desilusão amorosa com outros dois homens - Raul (Murilo Benício) e Sandro (Humberto Carrão). Entretanto, Nanda Costa diz que o jogo pode virar nesta segunda temporada.

Ela tem esse espírito da Dona Lurdes (Regina Casé), de não ficar chorando nem remoendo o que não deu certo. Ela não deu sorte nos últimos relacionamentos e ela deu uma sofrida, ficou com o pé atrás, mas ela é coração. Quando a paixão chega, ela se entrega. Ela está se permitindo. É um grande encontro dos dois, um momento importante. Eles estão vendo que são mais parecidos do que parecia.,