PUBLICIDADE
Topo

Irmã de Arthur elogia Carla Diaz e diz que ela o ajudou: 'Mulher forte'

BBB 21: Arthur crê que não escapará do 12º paredão - Reprodução/Globoplay
BBB 21: Arthur crê que não escapará do 12º paredão Imagem: Reprodução/Globoplay

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/04/2021 06h46Atualizada em 21/04/2021 08h13

Thais Picoli, irmã de Arthur — que ainda está confinado no "BBB 21", tem sofrido bastante nas últimas semanas, com o instrutor de crossfit sendo escolhido pela casa para ir ao paredão de forma seguida. Ela, no entanto, declarou confiar no jogo dele.

"Arthur tem sido o que é aqui fora, apesar de ter tido alguns momentos de conflitos internos que o fizeram se perder não só no jogo, como em relação a ele mesmo e seus sentimentos. O Arthur é muito reservado, gosta de ficar na dele. Apesar de ser 'explosivo' em palavras quando algo o atinge. Ele é muito tranquilo, dono de um coração extremamente bom, muito solícito, ama ajudar quem precisa", disse ela para a "Quem".

Acredito que não só o Arthur, como todos os outros participantes, sejam ótimas pessoas, só que ali, entraram com o objetivo de ganhar o prêmio do jogo. Cada um tenta sobreviver no jogo da forma que acredita ser a melhor.

Ela também comentou sobre a relação de Arthur com Carla Diaz, a quem ela foi só elogios. "Acredito que o romance ajudou o Arthur como ser humano. A Carla é uma mulher forte e o ajudou demais a entender muitos dos seus sentimentos. Mas, de fato, no jogo, acho que ele se perdeu por conta dos seus próprios sentimentos", ponderou.

"No entanto, de forma alguma acredito que tenha sido a Carla que o atrapalhou, mas ele mesmo, já que não soube lidar com o fato de ter se apaixonado dentro de um jogo. Arthur é intenso e ali não podia se doar por completo, uma vez que eram várias as situações envolvidas: amizade, romance e jogo. Torço muito pela felicidade de ambos, se for para ser juntos, ótimo, mas se não for dessa forma, que mantenham uma linda amizade", prosseguiu Thais.

Segundo ela, a insegurança é um dos problemas que Arthur precisa enfrentar, tanto fora quanto dentro do reality show. "Todos que conhecem o Arthur, verdadeiramente, sabem dessa dificuldade que é a insegurança. Ele é inseguro com ele mesmo. É extremamente autocrítico. Acredito que lidar com a insegurança aqui fora tenha sido mais fácil para ele porque se não está legal, fica em casa, sozinho, refletindo. Já lá dentro, tudo é muito intenso, tem que ser resolvido na hora para não ser alvo".

Thais relembrou os ataques de ódio que a família recebeu no começo do programa, quando o jogo de Arthur era aliado ao de Projota e outros "vilões" da casa. "Por um período, os ataques foram muitos e intensos, mas como os fãs do Arthur são maravilhosos, eles nos encheram de tanto amor, que nós conseguimos passar por tudo de uma forma não tão pesada. Focamos em coisas boas e as ruins tentávamos ignorar o máximo possível. Foi fácil? Não, nem um pouco. Mas os fãs fizeram com que tudo se tornasse mais leve";

Por fim, Thais garantiu que, caso Arthur vença a disputa, ele usará o dinheiro para investir mais na área fitness. "O Arthur sempre sonhou em abrir um box de crossfit e, consequentemente, melhorar sua vida e da família, além de dar continuidade aos projetos sociais que realizava em Conduru e cidades vizinhas. Além disso, Arthur sempre acreditou que a visibilidade que o programa oferece, o ajudaria de alguma forma".