PUBLICIDADE
Topo

Atestado de óbito do Príncipe Philip diz que ele morreu de 'velhice'

Príncipe Philip morreu aos 99 anos - Max Mumby/Indigo/Getty Images
Príncipe Philip morreu aos 99 anos Imagem: Max Mumby/Indigo/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/05/2021 10h31Atualizada em 05/05/2021 11h59

O Príncipe Philip, marido da Rainha Elizabeth II, morreu no mês passado aos 99 anos. Até agora, não havia informações sobre a causa do falecimento do monarca, mas segundo o seu atestado de óbito, ele morreu de causas naturais por conta da idade avançada.

O site Daily Telegraph afirmou nesta semana que teve acesso ao documento que atestou a morte de Philip, e informou que seu médico de longa data, responsável por assinar o atestado, informou que a causa do falecimento foi "velhice".

Especialistas consultados pelo portal disseram que citar "velhice" como causa da morte é aceitável para pessoas com mais de 80 anos que tiveram acompanhamento médico constante através dos anos, além de não haver outra doença identificável ou alguma lesão que tenha sido determinante para a morte.

No entanto, Philip teve uma série de doenças nos últimos anos: poucas semanas antes de morrer, ele foi levado a um hospital por conta de problemas no coração. O site afirma que o Palácio de Buckingham aprovou o termo usado para descrever a causa da morte do príncipe, e assim foi mantido.

Além disso, a certidão de óbito trouxe o nome completo do monarca: ele foi apontado no documento como "Sua Alteza Real o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo, anteriormente conhecido como Príncipe Philippos da Grécia e Dinamarca, anteriormente conhecido como Philip Mountbatten"; no campo dedicado à profissão, ele foi listado como "oficial da Marinha e Príncipe do Reino Unido".