PUBLICIDADE
Topo

Famosos e políticos lamentam morte de Nelson Sargento: 'Um dos maiores'

Famosos e políticos lamentam morte de Nelson Sargento: "Um dos maiores" - Edinho Alves/Divulgação
Famosos e políticos lamentam morte de Nelson Sargento: 'Um dos maiores' Imagem: Edinho Alves/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

27/05/2021 12h18Atualizada em 27/05/2021 13h25

Um grupo extenso de famosos e políticos lamentaram a morte do sambista mangueirense Nelson Sargento, que faleceu hoje aos 96 anos em decorrência de complicações causadas pela covid-19.

Nomes como o ex-presidente Lula (PT), o governador do Rio de Janeiro Claudio Castro (PL), Boninho, Luciano Huck, Mariana Gross e o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) prestaram homenagem àquele que é um dos maiores sambistas da história.

Você pode assistir a toda a programação do Canal UOL aqui

Nelson Sargento morre aos 96 anos

Lula

O ex-presidente Lula classificou Nelson Sargento como símbolo da Estação Primeira de Mangueira, escola da qual fazia parte em vida.

"Envio meus sentimentos aos familiares e aos sambistas de todo o Brasil. Que nasçam novos Nelson Sargento", escreveu.

Claudio Castro

O governador do estado do Rio de Janeiro mandou sentimentos à família e afirmou em nota de pesar que Sargento era uma figura histórica na cultura.

O samba e o Rio de Janeiro perderam hoje um de seus ícones. Cantor, compositor e artista plástico, Nelson Sargento deixou uma obra marcante, principalmente enaltecendo a sua querida Estação Primeira de Mangueira. Minha solidariedade a familiares, amigos e seus muitos admiradores, como também a todos que perderam pessoas queridas nesta pandemia.

Eduardo Paes

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), lamentou a morte e lembrou que Nelson Sargento faleceu justamente no ano em que não houve Carnaval.

"Queríamos nós que Seu Nelson fosse imortal como o samba que ele tanto amava. Mas ninguém é", afirmou.

Boninho

O diretor da TV Globo Boninho chamou Sargento de lenda e deixou seus sentimentos à família e à Mangueira.

"O samba perde uma lenda!", disse.

Mariana Gross

A jornalista da TV Globo Mariana Gross, que cobre o Carnaval carioca, disse que Nelson Sargento era "um encanto de pessoa".

Zélia Duncan

A cantora Zélia Duncan também deixou sua palavra de afeto para Nelson Sargento: "doce mestre do Brasil".

Marcelo D2

O rapper Marcelo D2 lembrou de quando teve a oportunidade de dividir o palco com Nelson Sargento, a quem chamou de "arquiteto da música brasileira".

"A gente só morre quando nosso samba morrer", afirmou.

Luciana Barreto

A apresentadora da CNN Brasil Luciana Barreto prometeu lutar pelo samba em sua homenagem a Nelson Sargento.

Erika Hilton

A vereadora de São Paulo Erika Hilton (PSOL) lembrou que Nelson ocupava o cargo de presidente de honra da Mangueira.

Talíria Petrone

A deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ) também se despediu do sambista e o chamou de "lenda viva".

"Que tenha muito batuque no céu para recebê-lo!", desejou a política.

Sâmia Bonfim

A deputada federal Sâmia Bonfim (PSOL-SP) lamentou a morte de Nelson Sargento, a quem classificou como "um dos maiores sambistas da nossa história".

"Mais uma vítima da covid-19 nesse pesadelo que parece não ter fim", desabafou.

Randolfe Rodrigues

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) também prestou sua homenagem ao sambista.

"Perdemos muito. Todos perdemos! Se vai com ele muito de nossa alegria", lamentou.

Luiza Erundina

Outra deputada federal a lamentar a morte de Nelson Sargento foi Luiza Erundina (PSOL-SP).

Ciro Gomes

Ciro Gomes, possível candidato à presidência nas eleições de 2022, disse que seu coração acompanha o choro da cuíca.