PUBLICIDADE
Topo

Luciano Huck e famosos apoiam governador Eduardo Leite por se declarar gay

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, é entrevistado no programa Conversa com Bial, da TV Globo - Divulgação/TV Globo
Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, é entrevistado no programa Conversa com Bial, da TV Globo Imagem: Divulgação/TV Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/07/2021 22h50Atualizada em 02/07/2021 11h05

O apresentador Luciano Huck, o humorista Rafinha Bastos, o ator Hugo Bonemer elogiaram a declaração em que o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), de 36 anos, assume ser gay publicamente pela primeira vez durante entrevista ao programa "Conversa com Bial".

Luciano Huck

O apresentador afirmou que a atitude do político servirá como um "divisor de águas" na história do Brasil. Na sequência, ele também compartilhou um vídeo destacando que a declaração foi uma "vitória enorme" para a sociedade brasileira.

Rafinha Bastos

O humorista respondeu uma mensagem do governador do Rio Grande do Sul elogiando a atitude.

Andréia Sadi

A jornalista torceu para que a posição de Eduardo Leite seja respeitada. "Que possamos viver em um país que criminaliza a homofobia", destacou.

Hugo Bonemer

O ator exaltou a coragem mostrada pelo político ao assumir ser homossexual.

Felipe Andreoli

O jornalista frisou que a tolerância e o respeito à orientação do governador deveria ser a norma.

Tico Santa Cruz

O vocalista da banda Detonautas também disse admirar a admissão de Eduardo Leite.

Pedro Figueiredo

O repórter da Globo no Rio de Janeiro disse ser importante o posicionamento, ainda que pessoal, do governador e amenizou os posicionamentos políticos de Leite — em 2018, após o primeiro turno das eleições, o governador apoiou Jair Bolsonaro na corrida presidencial.

O então candidato a presidente apoiado por Leite acumula declarações contra a comunidade LGBTQIA+.

Em 2010, enquanto deputado federal, Bolsonaro disse que "o filho começa a ficar assim meio gayzinho, leva um coro e ele muda o comportamento". Já em 2011, ele disse à Playboy que "seria incapaz de amar" um filho gay. "Não vou dar uma de hipócrita aqui: prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí. Para mim ele vai ter morrido mesmo".

Eduardo Leite compartilhou uma mensagem agradecendo pelas mensagens de carinho enviadas por famosos. "O amor vai vencer o ódio", garantiu o político em publicação nas redes sociais.

"Eu sou gay, eu sou gay e sou um governador gay. Não sou um gay governador", destacou o governador do Rio Grande do Sul sobre as especulações sobre a sua sexualidade durante a conversa com Pedro Bial. A entrevista será exibida nesta madrugada no "Conversa com Bial".