PUBLICIDADE
Topo

Candidata será processada após confusão no fim do 'Miss Bumbum', diz Urach

Do UOL, em São Paulo

07/07/2021 20h08

Andressa Urach, que apresentou a final do "Miss Bumbum" na última segunda-feira (5), afirmou que a candidata Taty Sindel, representante da Paraíba, será processada por tirar a faixa da concorrente Juh Campos no palco. A informação foi dada pela modelo em entrevista ao Splash Show, programa do UOL.

"Quem perde nunca aceita que é perdedor, está sempre falando mal. Sobre quem arrancou a faixa, a gente vai processar ela. O Miss Bumbum já entrou com processo contra ela. Ela terá de assumir essa responsabilidade, porque ela tentou estragar o concurso. As meninas estavam lá, era momento das meninas", falou.

"Eu não esperava. Ela vai ser processada, anos atrás, teve uma menina que tinha feito isso e o concurso processou a menina. Todos boatos é tudo fofocaiada", completou Urach, que revelou ter ficado desconcertada com a situação.

Juh Campos, que teve a faixa arrancada pela participante, também falou sobre o assunto no programa.

"Eu fiquei sem ação, eu não esperava a atitude. Todo mundo espera que tire da Miss Bumbum, não da vice. A frustração dela de não ter participado do concurso, chegou atrasada, mas todo concurso tem suas regras. Ela me viu ali e pensou de ter os 15 minutos de fama dela. Eu fiquei surpresa porque não esperava."

Andressa também falou sobre a missão de ter de decidir quem seria a vencedora após empate entre Lunna LeBlanc e Juh Campos. A modelo ressaltou que as duas foram campeãs para ela, mas escolheu o bumbum de Lunna por achá-lo mais bonito.

Final do concurso

Além da confusão após a vitória da mineira Lunna LeBlanc, a final do "Miss Bumbum 2021" também chamou a atenção do público por outros momentos.

A apresentadora Andressa Urach usou um colar com o nome do marido, Thiago Lopes, para fazer uma homenagem. A modelo também chamou a atenção para o look de R$ 100 mil produzido pelo estilista Felipe Silva.

Camila Beck, representante do Tocantins, beijou a namorada Déia Cavalheiro, candidata do Mato Grosso do Sul, durante a sua apresentação na final do concurso. As duas também seguraram uma bandeira do arco-íris, símbolo do orgulho LGBTQIA+.