PUBLICIDADE
Topo

Luísa Sonza diz que se imagina no 'BBB' e se identifica com Gil do Vigor

Luísa Sonza fala como se imagina no BBB - Reprodução/Globoplay
Luísa Sonza fala como se imagina no BBB Imagem: Reprodução/Globoplay

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/07/2021 13h35

Luísa Sonza participou do programa "Casa Kalimann" e compartilhou que se vê no "Big Brother Brasil". Ela ainda revelou que se identifica com o ex-brother Gilberto Nogueira e respondeu como possivelmente reagiria em determinadas situações dentro da casa.

Assim que perguntada se já havia se imaginado dentro da casa mais vigiada do Brasil, a cantora confirmou. "Várias vezes. Todas as edições, durante as edições, a gente fica se imaginando. 'O que será que eu faria no lugar dessa pessoa?', 'ah, eu acho que eu seria igual essa'", diz.

Ela acha que teria um comportamento parecido com o de Gil do Vigor, do "BBB 21". E cita dois momentos específicos do pernambucano: quando ele saiu pelos jardins gritando que estava "indignado" e quando estava chorando e começou a rebolar dançando "Braba" até o chão. "Isso é minha personalidade, eu super faria isso!", afirma Luísa. "Não faria várias coisas aí, que várias pessoas fizeram, mas não vem ao caso".

A cantora ainda responde como agiria em determinadas situações dentro do programa, como se estivesse na xepa há três semanas e alguém comesse o seu ovo. "Eu choraria", confessa, rindo. "Por comida, acho que é a única coisa pela qual eu não brigaria". Em seguida, porém, ela faz uma ressalva: "Mas eu nunca fui pro 'BBB', então, não sei".

Quando questionada o que faria se alguém que a tivesse indicado ao paredão viesse abraçá-la, a cantora diz que gostaria de retribuir o gesto e conversar. "Eu acho que eu perguntaria [o motivo do voto]. Eu ia querer entender". Caso fosse colocada na berlinda e sobrevivesse à eliminação, ela acredita que sua reação seria "beber e dar vexame" na próxima festa. "Não tenho dúvida".

A gaúcha também admite que a carência poderia afetá-la nos pouco mais de três meses de confinamento, mas não iria querer encontrar alguém no programa. "Se eu ficasse 100 dias sem dar uns beijinhos, tudo bem, também".