PUBLICIDADE
Topo

Bianca Bin critica censura a foto nua em rede social: 'Hipocrisia'

Bianca Bin protesta contra censura no Instagram - Reprodução Instagram
Bianca Bin protesta contra censura no Instagram Imagem: Reprodução Instagram

Colaboração para o UOL

24/07/2021 08h23Atualizada em 24/07/2021 16h14

A atriz Bianca Bin, 30 anos, classificou como hipocrisia a censura a nudez feminina. Recentemente, Bin postou uma foto sensual em seu Instagram pessoal e foi censurada pela plataforma.

"Não ser sexualizada, objetificada, reprimida e violentada por causa dele. Eu acho uma hipocrisia um país que desde a sua colonização escraviza, explora e mata mulheres lidar com naturalidade com índices cada dia mais alarmantes de feminicídio. Com a nudez apenas no Carnaval, quando ela é socialmente aceita. No resto do ano, a amamentação em público continua sendo um desafio para mulheres lactantes", declarou a atriz, em entrevista a Patrícia Kogut.

Bianca Bin - Reprodução Instagram - Reprodução Instagram
Bianca Bin: Foto publicada pela atriz foi censurada
Imagem: Reprodução Instagram

O tabu não é em relação à nudez simplesmente, e sim à nudez feminina. Porque mamilos masculinos não são censurados. Certo? A repressão sexual é uma das maneiras de controle do corpo da mulher. A perseguição sistemática ao seio desnudo é o símbolo dessa repressão. Essa hiperssexualização dos corpos femininos nos proíbe de sentir e vivenciar nosso próprio corpo, além de dificultar a aceitação do "ser mulher" da adolescência à idade adulta. Acho importante podermos existir com igualdade de liberdades."

Bianca ainda criticou a forma como o governo conduziu a pandemia de covid-19. A atriz gravaria o seriado "Cine Holiiudy", que foi paralisado devido à pandemia e deve retomar os trabalhos em 2022.

"É realmente muito revoltante e de uma tristeza imensurável presenciar o descaso deste desgoverno diante de uma pandemia devastadora. Mas, para nossa própria sobrevivência, estamos tendo que focar na metade do copo cheia, se é que podemos chamar assim. Eu estou aprendendo, como todo o povo brasileiro, a acreditar em dias melhores e a viver dia após dia".