PUBLICIDADE
Topo

Atriz de Bollywood é investigada após polícia apreender pornografia ilegal

A atriz Shilpa Shetty - Instagram/@theshilpashetty
A atriz Shilpa Shetty Imagem: Instagram/@theshilpashetty

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/07/2021 11h16

A polícia apreendeu 48 terabytes de conteúdo "majoritariamente adulto" na casa da estrela de Bollywood Shilpa Shetty enquanto investigava o envolvimento do marido da atriz, Raj Kundra, com uma rede de pornografia ilegal. As autoridades agora tentam clonar o celular de Shilpa, segundo o Times of India.

Kundra foi preso no dia 19 de julho após a polícia alegar que tinha "provas o suficiente" de que ele era peça-chave em uma rede de produção de pornografia. Publicar ou transmitir material "obsceno" é ilegal na Índia e pode levar a sete anos de prisão. Ele ainda é acusado de enganar e coagir mulheres para atuar nos filmes adultos. Kundra nega as acusações.

Segundo o jornal britânico The Times, a polícia detalhou que, uma vez que a vítima concordava com o trabalho, os produtores mudavam o roteiro e as forçavam a performar cenas de sexo. Caso elas se recusassem, elas ouviam que teriam que pagar por toda a filmagem, que geralmente acontecia em um local alugado nos arredores da cidade.

O crime passou a ser investigado em fevereiro, depois que uma mulher denunciou ter sido forçada a fazer o filme pornográfico sob falsas pretensões, de acordo com a Press Trust of India. Nove pessoas, dentre elas um ator, produtor e um executivo, foram presas até o momento.

As autoridades agora investigam se Shetty se beneficiou da suposta ligação de seu marido ao negócio pornográfico, já que ela atuava como diretora na empresa de Kundra, Viaan. Ela deixou o cargo assim que as denúncias surgiram.