PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Santoro abre o jogo sobre voltar a fazer novelas na televisão

Ator também falou sobre "Hilda Furação" e o rótulo de galã - Imagem: Reprodução/Instagram@rodrigosantoro
Ator também falou sobre "Hilda Furação" e o rótulo de galã Imagem: Imagem: Reprodução/Instagram@rodrigosantoro

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/08/2021 09h07Atualizada em 04/08/2021 09h07

Longe dos folhetins desde "Velho Chico", exibido pela Globo em 2016, o ator Rodrigo Santoro abriu o jogo sobre a possibilidade de voltar a fazer novelas na telinha.

"Sinceramente, acho bastante difícil conseguir realizar isto agora. Minha vida hoje tem uma dinâmica com muito deslocamento e compromissos mais curtos", justificou o artista em recente entrevista para o portal Gshow.

Atualmente no catálogo do Globoplay pela minissérie "Hilda Furacão", sucesso no ano de 1998, o famoso também comentou sobre a importância desse trabalho em sua carreira na dramaturgia.

"Foi um momento de muita introspecção, que me ensinou sobre quem eu era, sobre o meu eu interior. A primeira lembrança afetiva que vem a minha mente foi ter o privilégio de trabalhar com o gigante Paulo Autran. Aprendi tanto com ele. Com sua postura, seu comprometimento com arte, seu amor e respeito pelo trabalho e por todos a sua volta", afirmou ele que recentemente atuou na série "Sessão de Terapia", do GNT.

Quanto a rótulo de galã, Santoro que tem 45 anos de idade garantiu que não se incomoda em ser visto dessa maneira."A definição diz: 'Em produções dramáticas, o principal papel masculino, de caráter romântico'. Convenhamos, não há motivos para se incomodar com um título destes, né?", disse.

"Sinceramente, este estereótipo não me incomoda. De acordo com esta definição, acredito que seja perfeitamente possível fazer uma personagem que seja visto como galã, mas que ao mesmo tempo tenha profundidade, conflitos, enfim, que seja interessante e humanizado", complementou o ator.