PUBLICIDADE
Topo

Rafa Kalimann chora ao falar sobre cancelamento e ameaça de morte

Rafa Kalimann chora ao relembrar ameaças de morte - Reprodução/YouTube
Rafa Kalimann chora ao relembrar ameaças de morte Imagem: Reprodução/YouTube

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/09/2021 09h13Atualizada em 09/09/2021 12h05

Rafa Kalimann chorou ao falar sobre cancelamento na internet e revelou que sofreu ameaça de morte após compartilhar um vídeo de um pastor que falava de casamento gay.

"Eu não sei tudo. E tenho muita responsabilidade sobre isso. Imagina? 20 milhões de pessoas. E eu feri. Eu machuquei. Eu reconheci isso imediatamente. Eu compartilhei o vídeo de um pastor que falava de casamento gay. E minha visão do vídeo foi diferente do que de fato o vídeo é (...). É a primeira vez que falo disso. É difícil falar. Eu compartilhei com a intenção de mostrar quem usa da palavra para desrespeitar. As pessoas começam a te exigir tanto, que você saiba de tantas coisas, e eu não sei tudo (...) Eu compartilhei esse vídeo sem saber que mensagem ele tem. De fato, eu machuquei muita gente. Eu reconheço isso. Eu fiquei muito triste porque na hora o meu desespero foi ter ferido as pessoas que eu amo. Foi muito ruim viver aquilo. Mas aprendi que tenho que estar muito mais atenta justamente para não correr esse risco", disse Kalimann em entrevista ao podcast Pod Delas.

A ex-BBB contou que após o episódio, recebeu diversas mensagens ofensivas e até ameaça de morte. "Foi muito pesado. Eu fui ameaçada de morte quando isso aconteceu."

Kalimann disse também que as pessoas exigem um posicionamento dela o tempo todo. "Uma vez entrei no Twitter e vi que estavam me pedindo um posicionamento sobre uma pauta que eu não conhecia. Tive que parar o que estava fazendo com a minha família para poder entender o assunto e me posicionar", falou.

Sobre política, a apresentadora disse que às vezes prefere ficar calada por não saber o que dizer. "Eu demoro de me posicionar mais porque eu preciso estudar, preciso entender. Pode ser que meu estudo vá demorar anos, ou pode ser que dure uma semana. É muito além de compartilhar uma coisa ali".

Ainda durante o bate-papo, ela falou sobre como a internet tem ajudado na pandemia. "Está em casa, o tempo todo conectado com a internet, nos deu o lado bom de debater mais, falar mais, aprender mais. E acho que a gente vai sair disso que a gente ta vivendo agora sabendo coisas que a gente não sabia antes."