PUBLICIDADE
Topo

MasterChef

Amanda é a 11ª eliminada do 'MasterChef' após prova decidida nos detalhes

Amanda foi a 11ª eliminada do MasterChef Brasil - Reprodução/Band
Amanda foi a 11ª eliminada do MasterChef Brasil Imagem: Reprodução/Band

Colaboração para o UOL

15/09/2021 00h34Atualizada em 15/09/2021 00h41

A design de interiores Amanda Azeredo, 26 anos, é a décima primeira eliminada da temporada do "MasterChef Brasil", a 8ª avaliando cozinheiros amadores.

A participante do Rio de Janeiro deixou o programa após levar a pior em uma prova de eliminação bastante disputada, onde deveria recriar um prato clássico da culinária mundial com ingredientes veganos. Amanda fez uma paella, que foi elogiada, mas acabou a eliminando devido ao alto nível dos demais pratos na prova da eliminação.

"Meus parabéns para todos, todos trabalharam muito bem", ressaltou Jacquin antes do anúncio da saída da carioca. Helena Rizzo apontou erros em cada um dos pratos, mas ressaltando que todos estavam "muito longe de estarem ruins".

Fogaça ressaltou que a prova deveria remeter aos sabores ao justificar a eliminação.

O gosto que não veio na memória, não foi no paladar e não veio no coração foi o prato da Amanda". Fogaça

A jovem se disse grata pela oportunidade, afirmou estar saindo do programa em seu melhor momento e, perguntada sobre quem achava que ganharia o programa, apostou em Daphne.

Veja o que aconteceu no episódio de hoje de 'MasterChef'

spoiler - Arte UOL - Arte UOL
Alerta de Spoiler Splash
Imagem: Arte UOL

Na primeira prova do programa de hoje, os competidores reagiram de maneiras diferentes ao saber que deveriam cozinhar apenas com ingredientes que estivessem dispostos em duas geladeiras. Cada integrante poderia escolher entre uma geladeira com ingredientes "seguros" e uma com ingredientes "arriscados".

A geladeira arriscada trazia ingredientes mais diversificados como jambu, tucupi preto, arroz vermelho, feijão fraldinho, castanha de baru, queijo minas curado, batatas peruanas, óleo de amendoim e jabuticabas.

Já a segura, fazendo jus ao nome, trouxe elementos mais clássicos como filé mignon, aspargos, ovos, ervilha, vinho tinto, creme de leite, chocolate e frutas vermelhas.

Vencedora da prova da semana anterior, Kelyn poderia trocar de lugar dois participantes. A advogada, então, tirou Eduardo e Heitor da geladeira segura, colocando em seu lugar Helena e Luiz.

Com o tempo de cozinha de 1 hora, os participantes não seguiram o que suas "geladeiras" apontavam, com os jurados observando que, enquanto os que ficaram na geladeira segura tiveram mais ousadia, os que ficaram na arriscada também ficaram no lugar comum.

Melhores e piores

Daphne, Eduardo e Helena acabaram sendo os pratos considerados menos satisfatórios, com os dois ex-MasterChef Kids sendo os mais criticados. Fogaça afirmou que não via a "Daphne perigosa e forte" no sorvete da jovem, enquanto Helena afirmou que ela era melhor quando ousava mais. Já Eduardo, ouviu que seu prato era sem sabor e sem graça.

Já Helena, teve sua paella de arroz doce criticada, especialmente por Jacquin. O chef ainda afirmou que os 3 eram bons competidores e foram para a prova de eliminação por culpa dos seus próprios erros.

Heitor, que chegou a ir para a prova de eliminação da semana passada, venceu a prova com o melhor prato e teve a chance de subir mais alguns colegas para o mezanino, entregando características de "fraco" e "forte" para os considerados "medianos" pelos jurados.

O analisa de sistemas salvou os considerados "fortes" e deixou Kelyn, Amanda e Pedro na prova de eliminação ao lado dos 3 "perdedores".

Clássicos mundiais

A prova de eliminação contou com a participação da chef de cozinha Bela Gil. O desafio consistia em refazer 3 pratos clássicos da culinária mundial (cassoulet, paella e bife bourguigon) de forma vegana (sem qualquer ingrediente de origem animal).

Os participantes se assustaram diante do desafio e de um mercado completamente vegano e contaram com dicas de Bela de forma a substituir os ingredientes clássicos por produtos não derivados de animais. Cada um dos 6 postulantes a eliminação sorteou qual dos pratos teria que fazer.

Saber que Bela Gil provaria os pratos ao lado dos jurados também colocou mais pressão nos competidores.

Prova muito pareada

Na recriação, quase todos foram elogiados pela execução.

Kelyn recriou o bife bourguigon com cogumelos e também foi elogiada, especialmente pela textura do prato e pelo molho, que surpreendeu aos chefes. Daphne trouxe uma paella com cogumelo e carne de coco. A jovem se destacou pela criatividade que teve ao recriar o prato e voltou para a bancada aplaudida pelos colegas. As duas foram as mais louvadas, com Kelyn sendo novamente escolhida como a melhor.

Pedro fez um cassoulet com tofu defumado, elogiado pelos chefes quanto a textura e ao gosto, ressaltando apenas o ponto de cozimento de feijão e o sal. Eduardo, assim com Pedro, também fez um cassoulet com cogumelos e bacon de soja e recebeu críticas favoráveis ao ponto do feijão e do bacon.

Helena disputou a permanência com um bife bourguigon com carne de jaca. O prato dela foi classificado como gostoso, porém com uma acidez a mais. Contudo, a competidora foi salva pelos colegas do mezanino.

Amanda teve o prato mais criticado. Em sua paella, os chefes apontaram a falta de um melhor cozimento no arroz e erro nos temperos. A design de interiores levou a pior e foi eliminada.

MasterChef