PUBLICIDADE
Topo

FBI identifica corpo de Gabby Petito e indica homicídio; noivo está sumido

Do UOL, em São Paulo*

21/09/2021 20h08Atualizada em 22/09/2021 13h39

O FBI confirmou hoje que os restos humanos encontrados na Floresta Nacional de Bridger-Teton, em Wyoming, são da influenciadora Gabby Petito, de 22 anos. Segundo o comunicado, a perícia também confirmou que ela foi assassinada.

A análise inicial do médico legista, encarregado de examinar o corpo encontrado no domingo (19) no estado do Wyoming é que o cadáver é de Petito e "a determinação inicial da forma da morte é homicídio", anunciou o FBI em um comunicado.

A polícia federal americana esclareceu, no entanto, que "a causa da morte continua pendente dos resultados finais da necropsia".

#FBIDenver appreciates the collaboration of all agencies and personnel who assisted in the search, recovery, and identification efforts. @NatlParkService @forestservice @GrandTetonNPS @BridgerTetonNF pic.twitter.com/2CWXNBMUn2

-- FBI Denver (@FBIDenver) September 21, 2021

Segundo o site TMZ, uma denúncia anônima sobre o caso de Gabby Petito informou que o noivo, Brian Laundrie, foi visto agredindo a jovem semanas antes do desaparecimento, a 800 quilômetros de onde ele mora.

A polícia da Flórida está investigando o suspeito, mas por enquanto não há ainda nenhuma evidência concreta.

O TMZ também indicou que a polícia está investigando imagens da floresta captadas pela câmera do autor de outra denúncia. Segundo ele, Brian estaria andando por um local distante de sua residência carregando uma mochila. O registro também será utilizado na investigação da morte de Gabby Petito.

O companheiro de Gabby voltou para casa em 1º de setembro e se recusou a falar com a polícia sobre o caso. Ontem foi realizada uma perícia na casa do jovem na cidade de North Port, na Flórida (EUA).

A americana de 22 anos desapareceu enquanto fazia uma viagem de carro com o noivo pelo país. O último contato com a família aconteceu em agosto.

O pai de Gabby Petito fez um apelo à população para fornecer qualquer informação que possa ser útil na investigação durante uma entrevista coletiva realizada na última quinta-feira (16).

*Com informações da AFP