PUBLICIDADE
Topo

Mariana Lima assume sexo com mulheres e casamento aberto com Enrique Diaz

Mariana Lima e Enrique Díaz estão casados há mais de 20 anos e, hoje, mantêm o relacionamento aberto - Reprodução: Instagram
Mariana Lima e Enrique Díaz estão casados há mais de 20 anos e, hoje, mantêm o relacionamento aberto Imagem: Reprodução: Instagram

Colaboração para o UOL

03/10/2021 16h58Atualizada em 04/10/2021 11h48

A atriz Mariana Lima, de 49 anos, que viverá uma personagem bissexual na próxima novela inédita das 21h da TV Globo, "Um Lugar ao Sol", admitiu que já manteve relações sexuais com outras mulheres tanto na época em que era adolescente quanto na fase adulta. Ela também falou um pouco sobre o casamento com o ator Enrique Diaz - os dois mantêm um relacionamento aberto.

Em relação a relações com pessoas do mesmo sexo, a artista afirmou, em entrevista ao jornal O Globo, que não deixaria passar "essa oportunidade maravilhosa" e assume que já foi "profundamente apaixonada por uma mulher".

"Mas é claro que já transei com mulheres. Imagina se eu ia perder essa oportunidade maravilhosa na vida?", declarou. "Eu fui profundamente apaixonada por uma mulher, tive relações com mulheres quando era adolescente e na vida adulta. Nunca falei [sobre isso] por ser algo muito privado, não queria que fosse distorcido ou rotulado. A primeira paixão que tive, de querer morrer, foi com uma menina, amiga até hoje", relatou.

Na entrevista, a atriz falou um pouco sobre seu primeiro relacionamento, quando ela e sua então companheira precisavam ficar "escondidas". Na ocasião, elas escreviam "poesia no corpo uma da outra".

Casada com Enrique Diaz desde os 24 anos, Mariana Lima diz que ela e o ator moram em casas separadas há dois anos e mantêm um relacionamento aberto.

"É um amor profundo, tesão profissional e sexual. Já viajei várias vezes a trabalho, já me apaixonei por outras pessoas. Sempre tive certeza de que nada substituía o que eu tinha com ele. Vivemos de tudo e há dois anos passamos a morar em duas casas", contou.

Segundo a artista, a decisão foi uma forma que eles encontraram para "continuar juntos" e terem "mais espaço".

"Eu preciso ficar sozinha também um pouco, sem ele e sem as meninas. Nunca a gente conseguiu ter um relação aberta no sentido de 'olha, eu fui ali, transei, foi ótimo'. Com a gente nunca funcionou. É privado demais para o outro saber e interferir. E abre um machucado que não cura. A gente combinou de não saber, porque, quando a gente soube, foi uma merda. Tem casal que prefere contar. Eu e o Kike não temos esse desenvolvimento", explicou.