PUBLICIDADE
Topo

Murilo diz que entrou em 'O Clone' após atores recusarem o papel por medo

Altas Horas: Murilo Benício comenta sobre papel em "O Clone" - Reprodução/RecordTV
Altas Horas: Murilo Benício comenta sobre papel em 'O Clone' Imagem: Reprodução/RecordTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/10/2021 00h50Atualizada em 10/10/2021 05h49

Murilo Benício, de 50 anos, participou do "Altas Horas", da Rede Globo, para falar sobre a reprise da novela "O Clone" e revelou que só conseguiu o papel na trama após alguns atores recusarem o papel por considerar a 'história maluca'.

Na edição de ontem do programa de Serginho Groisman, o ator contou que dar vida a Lucas, Diogo e Léo (o clone) em uma mesma trama foi uma das tarefas mais difíceis de sua carreira.

Foi mais cansativo pra falar a verdade e era uma época que a gente não sabia fazer isso direito [um ator fazer mais de um papel]. Eu lembro que era uma loucura de trabalho, mas eu só trago lembrança boa dessa novela. Foi muito bom.

Murilo ainda fez questão de elogiar o trabalho da escritora Gloria Perez em "O Clone" mesmo após ter ouvido que o enredo da trama era 'maluco'.

A gente tem que falar muito da Gloria Perez quando fala de "O Clone". Eu lembro que só fiz essa novela porque teve ator na minha frente que não quis fazer por medo [falando]: 'que história maluca'. A Glória Perez fazia histórias bem doidas e é pioneira, visionária, e precisa falar.

O artista encerrou dizendo acreditar que a novela segue atraindo a atenção do público mesmo 20 anos após a primeira exibição em razão da história trazer um tema que ainda é um tabu: a clonagem humana.

"É impressionante como que "O Clone" faz sucesso até hoje porque é uma coisa atemporal. Quando uma história funcional, ela independe te de tecnologia ou qualquer coisa", concluiu.

'O Clone': como estão os atores 20 anos após estreia da novela