PUBLICIDADE
Topo

Xuxa lamenta mortes por covid-19 e protesta: 'Assinem já o impeachment'

Xuxa ainda pediu pelo impeachment de Bolsonaro - Reprodução/TV Globo
Xuxa ainda pediu pelo impeachment de Bolsonaro Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

10/10/2021 19h41Atualizada em 10/10/2021 21h34

Xuxa Meneghel, de 58 anos, protestou contra as 600 mil mortes por covid-19 e criticou o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) em uma publicação nas redes sociais na tarde de hoje. Em uma série de fotos, a apresentadora compara o número de mortos com a lotação do estádio Maracanã e de um Boing 747, aeronave que já teve recorde de capacidade de passageiros.

"Não adianta dizer que é culpa da covid, do jornalismo, do mundo que critica 'ele'. Quando as pessoas vão ver que estão sendo enganadas? Assinem já o impeachment", escreveu em publicação. Nas imagens, o logo do Governo Federal ainda aparece com a sátira: "Governo Funeral: Minha especialidade é matar".

Mais tarde, a apresentadora retomou o assunto ao criticar a ida de Bolsonaro ao jogo do Santos. Ele reclamou fora do estádio que não pôde assistir ao jogo por não ter o passaporte da vacina, documento que está sendo exigido em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro para acesso a eventos de grande porte.

Em publicação, Xuxa contestou o protesto de Bolsonaro. "Eu lhe respondo porque Sr. Presidente: porque estamos em uma pandemia, a lei serve pra todos, assim protegemos as pessoas. Porque já morreram 600 mil pessoas, porque precisamos seguir o que os cientistas, médicos e a OMS (Organização Mundial da Saúde) pede e exige a todos no mundo", escreveu.

Porque quem não faz isso, quem não sege as regras mundiais é genocida

Xuxa ainda contestou seguidores que poderiam contra-argumentá-la pedindo para que deixassem de segui-la. "E você que é a favor da vida, assine o impeachment", completou.

No final de setembro, Xuxa também defendeu o impeachment de Bolsonaro. Em outra publicação, ela fez questionamentos a respeito de uma informação sobre estoques, remédios e vacinas inutilizados pelo Ministério da Saúde. "Você sabe quem paga isso? Você sabe por que você não quer saber dos erros desse governo? Você sabe por que ainda não tiramos essa pessoa do governo?"

"Por que você ainda não assinou a petição de impeachment? (Não adianta dizer que sou petista, pois não sou, não adianta dizer que estou com saudades da lei Rouanet, porque não sou considerada cultura e então não posso fazer uso, mesmo que queira... então, assine já)", concluiu.

As críticas ao gerenciamento da pandemia no Brasil também vieram quando o ex-namorado Luciano Szafir estava internado com covid-19, em julho. Na ocasião, Xuxa criticou a demora da vacina para chegar ao país.