PUBLICIDADE
Topo

Glória Perez analisa obras que vão ao ar 100% gravadas: 'Não é mais novela'

Glória Perez falou sobre o modelo de novela fechada em live com o jornalista Luis Erlanger - Reprodução/Instagram
Glória Perez falou sobre o modelo de novela fechada em live com o jornalista Luis Erlanger Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

13/10/2021 17h33Atualizada em 13/10/2021 17h52

Glória Perez problematizou o formato de novelas que vão ao ar 100% gravadas, como é o caso de "Nos Tempos do Imperador" (TV Globo). A escritora acredita que o modelo, inédito antes da pandemia de covid-19, não deve permanecer.

"Eu acho que novela fechada não é mais novela. A característica básica é ser obra aberta, esse grande diálogo com o público. Se você tirar isso, não é mais novela. Eu acredito que isso foi por causa do vírus (covid-19) e é compreensível que tenha mudado, mas não acredito que isso permaneça", disse em live com o jornalista Luis Erlanger.

O grande fascínio da novela é esse jogo de cintura que você tem que ter para ir percebendo se você está sendo compreendido. Não é que você vai mudar a novela, mas há a oportunidade de mudar a maneira de dizer, a maneira de contar. Isso é o grande barato da novela.

"Você escrever 180 capítulos sem poder mudar nada? Não dá pra voltar pra trás. É muito difícil", completou Glória, que disse que escreve as novelas com um "fim provável" na cabeça, mas sabendo que pode mudar.

A autora de 73 anos está desenvolvendo "Travessia", novela com título provisório que deve estrear em 2023 após o remake de "Pantanal".