PUBLICIDADE
Topo

Patrícia Poeta relata assédio na adolescência: 'Tenho trauma até hoje'

Patrícia Poeta - Reprodução/TV Globo
Patrícia Poeta Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

13/10/2021 12h56Atualizada em 13/10/2021 13h12

Patrícia Poeta revelou que sofreu uma tentativa de assédio que a deixou traumatizada. A jornalista fez o relato logo após entrevistar Eduarda, vítima de uma tentativa de estupro em um carro de aplicativo.

A jovem de 20 anos saiu do carro em movimento após cheirar um pano com um líquido que a deixou entorpecida e comentou que não se sente mais segura em sua própria residência, já que o condutor do carro sabe seu endereço.

"Me coloco no lugar dela, porque quando era adolescente também fui vítima de uma tentativa dessa. Lembro até hoje, tenho trauma disso até hoje porque não consegui sequer falar para pedir ajuda", disse a apresentadora.

"Sente o cheirinho"

Em vídeo que viralizou na internet, Eduarda contou que o motorista do veículo ofereceu-lhe um produto que, supostamente, servia para desengordurar telas de celulares e óculos. No entanto, ela começou a passar mal ao inalá-lo.

Eu não dei muita bola, ele pingou um negocinho no pano e eu passei no celular. Depois ele falou: 'Sente o cheirinho, é um cheirinho muito bom'. Eu falei que não tinha sentido e ele pegou o pano de volta, pingou bem mais líquido e passou para trás, pedindo para eu cheirar.

Mesmo de máscara e sem encostar o pano no nariz, a moradora de Canoas (RS) se sentiu tonta e com a visão turva. Ela conseguiu destravar a porta do veículo e se jogou do carro em movimento.