Topo

Famosos

Justiça do Malauí autoriza Madonna a adotar gêmeos

Thoko Chikondi/AP
Madonna em visita ao Malaui, onde está construindo um hospital, em 2016 Imagem: Thoko Chikondi/AP

07/02/2017 11h50

A Suprema Corte do Malauí aprovou nesta terça-feira (7) a adoção de duas crianças do país pela cantora Madonna. Ela já é mãe de dois filhos adotados no Maláui, e outros dois biológicos.

"Posso confirmar que Madonna obteve o direito de adotar duas crianças", indicou à AFP Mlenga Mvula, porta-voz do tribunal de Lilongwe, informando que se trata de duas meninas gêmeas de quatro anos, Esther e Stella.

Madonna abriu o processo de adoção das crianças no último dia 25. Na ocasião, foi ao tribunal em meio a fortes medidas de segurança, que impediram a imprensa de se aproximar.

Segundo Mvula, as duas crianças vivem no mesmo orfanato que David Banda, o menino que a cantora adotou em 2006, na cidade de Mchinji, no centro-oeste do país. Após David Banda, ela adotou em 2009 uma menina, Mercy James.

Madonna criou a fundação "Raising Malawi" em 2006 e afirma ter entregue milhões de dólares para financiar orfanatos e outras instituições de proteção a órfãos no Maláui.

Mãe de quatro filhos, a cantora é vista pela imprensa como uma das maiores doadoras para projetos infantis e hospital nesse território africano. O Maláui é considerado pela ONU um dos 20 países menos desenvolvidos do planeta.

No final de janeiro, enquanto a justiça havia anunciado estudar um pedido de Madonna, a cantora negou à revista "People" qualquer projeto de adoção, assegurando que visitava o Maláui apenas para supervisionar sua fundação, que inclui um centro cirúrgico para crianças no Hospital Queen Elizabeth, em Blantyre, centro financeiro do país.