Topo

Segundo Sol


Laureta mostra que crime compensa e vira candidata no fim de "Segundo Sol"

Reprodução/TV Globo
Laureta (Adriana Esteves) lança a candidatura após deixar a cadeia em "Segundo Sol" Imagem: Reprodução/TV Globo

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

09/11/2018 22h29

A impunidade aos criminosos termina em alta em "Segundo Sol". Laureta (Adriana Esteves) armou todos os tipos de crime, de roubo a tráfico, de assassinato a sequestro, mas terminou a trama numa boa como "rainha" da penitenciária e candidata a deputada.

Numa das últimas cenas da cafetina, ela apareceu na cela com uma presidiária como sua secretária anotando seus pedidos e reivindicações para as presas. Na cela, há uma televisão tela plana, ventilador, frigobar e Laureta se serve de seu bom e velho uísque.

E para mostrar que o crime compensou mesmo em "Segundo Sol", Laureta sai da penitenciária pela porta da frente, cercada de imprensa e falando que foi vítima de fake news para ser presa.

A vilã ainda anunciou que seria candidata a deputada. "Laureta no poder, garantia de prazer. Vote 6969", disse, debochada, a cafetina.

No Twitter, os fãs da trama aprovaram o fim da cafetina. Alguns lembraram até de políticos corruptos da história recente do Brasil que tiveram as regalias na cadeia descobertas.

Outros elogiaram a performance de Adriana na pele da personagem. "Laureta ícone".