Topo

Televisão

No "Bial", Chay fala de cenas de Ícaro nu e relembra programas da Record

Divulgação
Chay Suede interpreta o garoto de programa Ícaro em "Segundo Sol" Imagem: Divulgação

Gisele Alquas

Do UOL, em São Paulo

20/09/2018 04h00

Chay Suede falou da complexidade em compor Ícaro, de “Segundo Sol", disse que sofre com o personagem e revela que as cenas quentes em que aparece nu são fáceis de fazer, durante as gravações do "Conversa com Bial", nesta quarta-feira (19).

“O Ícaro é um prazer e sofrimento porque ele estava muito distante do que eu sempre fiz. Logo no início falei para o meu empresario: ‘eu não faço a menor ideia do que está por vir’”, contou o ator em entrevista que o UOL acompanhou e que vai ao ar nesta quinta-feira (20).

Pedro Bial, inclusive, elogiou o ator ao chamá-lo para o palco: “Ele é o terceiro sol de ‘Segundo Sol’, é o sucesso do sucesso, um grande ator e só tem 26 anos”, disse o apresentador entre outros adjetivos que deixaram o ator emocionado: “Que coisa linda você disse sobre mim”.

Chay contou, entre outras curiosidades da novela, que começou a estudar o Ícaro pelo sotaque e pelas gírias baianas. E comentou sobre as cenas de sexo do personagem com Rosa (Letícia Colin) onde aparece pelado. Para ele, gravar sem roupa não é difícil:

“Depende com quem e é menos difícil do que parece. É mais técnico do que íntimo. E tem muita gente no set. O Ícaro é pelado, nudez faz parte [do personagem]”, afirmou ele, que grava a novela seis dias por semana.

Início na Record

Bial relembrou o início da carreira de Chay Suede na Record. O ator ficou conhecido no reality show musical “Ídolos”, em 2010, e tornou-se fenômeno teen na novela “Rebelde” da mesma emissora no ano seguinte. 

"'Ídolos’ e ‘Rebelde’ abriram o canal de adolescentes”, analisou o apresentador. “Eu tinha responsabilidade, mas também fazia todas as bobagens”, respondeu o ator, que também relembrou seu início na Globo em 2014, na novela “Império”, de Aguinaldo Silva.

Chay interpretou o comendador Zé Alfredo nos primeiros capítulos, mas a princípio fez testes para ser o filho de Alexandre Nero durante a segunda fase da trama. O desempenho foi bastante elogiado pela direção, que decidiu dar o papel de protagonista para o ator.

Divulgação/TV Globo
Chay viveu o protagonista Zé Alfredo na primeira fase de "Império", que depois foi interpretado por Alexandre Nero Imagem: Divulgação/TV Globo

Em seguida, ele emendou o trabalho em “Babilônia”, onde interpretou o filho das personagens de Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg, que viviam um casal na novela de Gilberto Braga. Bial quis saber como era contracenar com duas divas da televisão brasileira.

“Foi uma escola ter essas duas mães e era impossível abstrair o fato de elas estarem na minha frente”,afirmou ele, que contou com a presença dos pais na plateia do programa.

O ator evitou falar da vida pessoal, apenas admitiu que está solteiro. Ele e a atriz Laura Neiva estavam de casamento marcado para dezembro, mas terminaram o namoro de quatro anos em julho.

"Ele não"

Chay Suede se posicionou politicamente durante o programa e disse uma frase contra o presidenciável Jair Bolsonaro: "Ele Não".

Pedro Bial quis saber se Chay estava com medo das eleições no Brasil, e o ator respondeu: "Depende de quem vença, estou assustado", declarou ele, para depois emendar: "Ele não!". Chay foi muito aplaudido pela plateia ao dizer a frase. E rapidamente Bial mudou de assunto.

Mesmo sem citar nomes, foi evidente a crítica de Chay ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). A frase tornou-se hashtag dos brasileiros contra o presidenciável.

Ainda sobre política, o ator afirmou que o Brasil "regrediu" nos últimos anos e que "o moralismo está sendo usado como um instrumento de voto". 

Divulgação/TV Record
Chay Suede quando fez sucesso na novela teen "Rebelde", da Record Imagem: Divulgação/TV Record

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!