Topo

Televisão

Kéfera discute com homem no "Encontro": "Não tem que ensinar feminismo"

Montagem/UOL/Reprodução/TV Globo
Kéfera discute com homem contrário ao feminismo durante o "Encontro" Imagem: Montagem/UOL/Reprodução/TV Globo

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

13/12/2018 12h08

O "Encontro" desta quinta-feira (13) debateu sobre o feminismo e a luta pela igualdade de direitos entre mulheres e homens. Kéfera, uma das convidadas do programa, discordou da opinião de um integrante da plateia e o rebateu ao vivo.

"Não é o seu lugar de fala, você pode ouvir e complementar e nos respeitar, você não tem que ensinar pra gente", disse ela, recebendo aplausos da plateia em seguida.

Fátima Bernardes também se incomodou com a opinião do jovem.

"Na teoria ela falam 'temos que respeitar', mas na prática começam as agressões. Numa rede social, um homem escreveu: 'sou trabalhador, carrego um monte de cimento, sou muito mais forte que as mulheres', opinião dele, e parece que ele mexeu uma colméia, veio um bando de mulheres para falar: 'Você mexeu com uma, mexeu com todas, quero ver se você é macho o suficiente'. Ele automaticamente, excluiu a rede social", disse ele, que se identificou como Walace.

"Os direitos não são iguais, quando elas falam em assédio, reivindicando os direitos, tudo bem", completou ele.

"Explica mais", ironizou Kéfera

"O que você está fazendo é mansplaining, o homem explicar o feminismo para a mulher, não é necessário, a gente sabe muito bem o que é feminismo e a gente entende o seu ponto de vista, só que é desnecessário", disse a atriz e youtuber.

Fátima Bernardes tentou amenizar o clima. "Só acho que é importante ele falar porque muitas pessoas pensam assim. Quando a gente fala em feminismo e igualdade de direitos, é em vários aspectos, nas oportunidades, na questão do salário, na questão do respeito às nossas posições", disse a apresentadora.

Newsletters

Mauricio Stycer traz análises exclusivas sobre TV e Famosos.

Quero receber