Topo

Adélia diz que sentiu na pele o peso de ofensas racistas após deixar o BBB

Do UOL, em São Paulo

04/04/2016 11h41

Fora da casa do “BBB16”, Adélia diz que sentiu na pele o peso de ofensas racistas na internet, como as que foram direcionadas para as atrizes Taís Araújo e Cris Vianna.

“Esse era um universo distante, eu não via isso muito próximo a minha pessoa”, afirmou a ex-BBB durante participação no “Encontro” desta segunda-feira (4). “Quando me tornei pessoa pública, aí senti isso na pele, esses ataques que representavam certo ódio. Cheguei a pesquisar. Pensei ‘alguém ganha pra fazer isso’, porque não é possível o cidadão usar o tempo livre para ficar ofendendo”.

Para a advogada, a intolerância também está ligada ao fato de ela ser bem resolvida. “Acho que existe uma intolerância pelo fato de eu ser negra, eu ser bem resolvida. Eu me aceito, eu me considero uma pessoa de sucesso, e incomoda. E as pessoas aproveitam esse momento para destilar o ódio”.

Adélia contou que, quando deixou o “BBB”, chegou a ser alertada por pessoas próximas para não entrar nas redes sociais. “Tinha uns ataques muito pesados, ofensivos, como ‘macaca’. Se fosse chamar de ‘feio’, tudo bem, o que seria do amarelo se todo mundo gostasse do azul? O que incomodava era a injúria mesmo, ‘macaca’, ‘vai lavar o banheiro’, preconceito, ficou muito claro isso. Me senti na condição de outras negras que foram atingidas”. 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!