Topo

Família de Gleici vai se reunir para ver retorno dela: "Será surpreendente"

Arquivo Pessoal
Gleici e a prima Daiana Imagem: Arquivo Pessoal

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

09/03/2018 13h45

Familiares e amigos de Gleici estão ansiosos para ver a reação dos brothers com o retorno dela à casa na noite desta sexta-feira (9).

"Vai uma galera se reunir na casa do Carioca, um amigo dela, hoje à noite para assistir esse retorno. Será surpreendente e emocionante. É lá que fica a câmera quando aparece a família, pois na casa da mãe da Gleici não pega internet", conta Daiana Damasceno, prima da sister.

Para ela, o tempo que a participante está confinada no quarto serviu para ela avaliar melhor o jogo e voltar ainda mais forte.

"Ela está vendo quem são os aliados e quem são os inimigos. Diego e Patrícia são os mais distantes e o Kaysar foi uma decepção para ela. Mas, no fundo, acho que foi até bom para ela no jogo, pois muita gente que torcia para ele se decepcionou e passou a torcer para a Gleici".

A prima acredita que o envolvimento de Wagner com Gleici tenha sido mais por interesse no jogo e que ela, ao contrário, está apaixonada pelo brother.

"No começo achei legal, formava um casal bonito. Com o tempo, fui vendo que por ele rolou apenas um interesse no jogo. Talvez ele até goste um pouco, mas não rola sentimento. Ela está gostando dele, é muito sentimental".

Estudante de Psicologia, Gleici é descrita pela prima como uma jovem batalhadora e cheia de sonhos. Ela ajuda a mãe, Vanuzia, que trabalha como babá e atualmente está desempregada, com as despesas de casa. Na residência de um quarto, sala, cozinha e banheiro, a sister dorme na sala.

"A cama dela fica no meio da sala. A Gleici é muita determinada, ela é batalhadora e adora estar perto dos amigos. Costumo encontrá-la nas reuniões familiares, como Natal e Dia das Mães, pois ela gosta de sair bastante com os amigos para dançar e beber".

A sister mora com a mãe e o irmão em um bairro da periferia de Rio Branco, no Acre. Ela tem mais uma irmã, que é casada. O pai, Adelino Saraiva, morreu assassinado há cerca de três anos.

"Ninguém sabe o que aconteceu. Ele era uma pessoa do bem, trabalhador e honesto. Mesmo ela não tendo muito contato com o pai, foi um momento difícil de superar".

Daiana esteve nos estúdios Globo no domingo acompanhando o paredão falso de Gleici. A mãe não pode comparecer por problemas de saúde.

"Ela não estava se sentindo bem porque ela já teve um câncer no útero, que tratou e curou, mas às vezes a imunidade dela cai", explica.

A prima aponta algumas características de Gleici que a tornam uma participante interessante para vencer o "BBB18". "Ela é guerreira, não se deixa abater. Corre atrás do que ela quer, tem orgulho de ser do Acre, de ser mulher. Ela luta pela desigualdade social e contra o racismo".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!