Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Indireta? Globo diz que A Dona do Pedaço foi “criada e escrita” por Walcyr

Mauricio Stycer

2020-05-20T19:22:54

20/05/2019 22h54

Não passou sem comentários o primeiro crédito a aparecer na abertura de "A Dona do Pedaço": "Novela criada e escrita por Walcyr Carrasco". É uma forma nova de informar a autoria de uma novela da Globo e, para muitos, foi uma "indireta" ao autor da trama que terminou na última sexta-feira (17).

Como se sabe, "O Sétimo Guardião" era apresentada como "uma novela de Aguinaldo Silva" na abertura, mas tinha um crédito adicional ao final, que informava: "Sinopse desenvolvida pelo autor Aguinaldo Silva com a colaboração dos alunos do curso Master Class". Abaixo, vinham os nomes de 26 alunos.

O imbróglio entre Aguinaldo e os alunos precedeu a estreia de "O Sétimo Guardião" e chegou a ameaçar a própria realização da novela. Foi motivo de muito desgaste para o autor e a emissora.

O novo crédito pode não ter relação alguma com isso, mas entendo quem fez uma associação entre as coisas. Por tradição, as novelas da Globo são criadas pelo seu autor principal. Ou seja, quem apresenta a ideia também assina como autor. Logo, é desnecessário afirmar que uma mesma pessoa a criou e escreveu.

É verdade que já houve tramas desenvolvidas por alguém a partir da ideia original de outro autor, que não teve condições de escrevê-la. Mas são casos menos comuns.

Veja também
Cinco histórias que prometem causar em "A Dona do Pedaço", nova das 21h
Estreia de "A Dona do Pedaço" apela para os valores familiares e às armas

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.