Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Ousadia de antecipar capítulos de “Órfãos da Terra” na web foi incompleta

Mauricio Stycer

27/09/2019 11h40

Dalila (Alice Wegmann) em cena da última semana de "Órfãos da Terra"

Uma das maiores ousadias da Globo este ano, a antecipação dos capítulos de "Órfãos da Terra" na internet 24 horas antes da exibição na TV, não durou até o fim. A emissora cancelou a iniciativa na última semana da novela.

Sob o argumento de que não queria vazar as revelações finais da trama, a empresa decepcionou quem se habituou a assistir capítulos inéditos de "Órfãos da Terra" na Globoplay antes de irem ao ar na televisão. Uma pena. É sinal de que a Globo ainda não tem confiança plena no projeto.

"Éramos Seis", a sucessora de "Órfãos da Terra", também terá os seus capítulos antecipados na Globoplay, com exceção do primeiro, que será exibido inicialmente na TV. É outra sinalização contraditória da emissora.

Em julho, a Globo ampliou a iniciativa, antecipando os capítulos de "Malhação – Toda Forma de Amor". Mas em agosto, durante a inauguração dos novos estúdios, o diretor-geral da Globo, Carlos Henrique Schroder, avisou que não iria estendê-la às faixas mais nobres.

"'Órfãos da Terra' na Globoplay aumentou em 40% a audiência no digital. Não vamos fazer com novela das 7 nem das 9. São produtos que a TV ainda preserva com um horário razoável de exibição e não precisa fazer experimentação. Pretendemos fazer outras experiências", disse Schroder.

Até entendo a hesitação da Globo. Trata-se de uma experiência inédita e muito ousada por envolver algo tão tradicional quanto o hábito de assistir novelas. Apostas semelhantes já haviam sido feitas com séries e programas de variedades, mas nunca com o produto mais importante e rentável da emissora.

Veja também
Órfãos da Terra compensa história frágil com belo discurso sobre tolerância

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Mais Blog do Maurício Stycer